Prefeitura de Primavera do Leste decreta estado de emergência
Adventista



Prefeitura de Primavera do Leste decreta estado de emergência

Fonte: Assessoria.
SHARE
Foto: Assessoria.

A medida foi tomada após as chuvas que trouxeram prejuízos à população

  

Foi decretado estado de emergência pela Prefeitura de Primavera do Leste. O motivo são as fortes chuvas que caíram sobre a cidade nos últimos 10 dias e, assolaram alguns pontos da cidade. A Prefeitura identificou obras públicas destruídas, o impedimento do tráfego em ruas urbanas, bueiros e aterros danificados e o comprometimento no funcionamento de escolas, empresas e indústrias, o que de certa forma traz prejuízos ao comércio local.

A Defesa Civil do Estado de Mato Grosso foi solicitada pela Defesa Civil Municipal e os próprios agentes estaduais concordam que a situação pode se agravar caso as fortes chuvas que estão previstas para os próximos dias venham a acontecer de forma atípica, o que pode fazer com que a captação de águas pluviais não suporte tamanha precipitação hídrica.

Com a publicação do decreto na edição do Diário Oficial de Primavera do Leste (Dioprima) nesta segunda-feira (29), está autorizada a convocação de voluntários para ações de resposta ao desastre e realização de campanhas de arrecadação de recursos junto à comunidade, para facilitar as ações de assistência à população afetada, sob a responsabilidade da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec).

A partir do decreto também fica autorizada a entrada de agentes e autoridades administrativas em casas que estejam em situação de risco, para a prestação de socorro ou para retirar pessoas dessas residências. Para auxiliar famílias atingidas por eventuais desastres, o decreto também prevê que seja dispensado processo licitatório para a aquisição de bens, prestação de serviços e realização de obras a serem construídas no prazo de 180 dias após a constatação dos danos.

Os agentes estaduais da Defesa Civil, após avaliarem a situação do município e concluírem o laudo técnico, se comprometem em trabalhar para o reconhecimento desse decreto em nível estadual e federal. O documento deve se manter em vigor pelo prazo de 90 dias, com possível prorrogação para mais 90.

O Prefeito Léo Bortolin reforça o compromisso de a Prefeitura desenvolver ações imediatas. Na última quinta-feira (25) o Tuiuiú recebeu, na estrada que liga o bairro com o Primavera III, uma elevação de nível para impedir que grande quantidade de água invada novamente as casas da região. Junto a essa medida foi feita a recomposição das bacias de contenção de água na BR-070.

Nesta segunda-feira (29), pela manhã, os servidores da Secretaria de Infraestrutura iniciaram o trabalho de manilhamento às margens da BR-070, sentido Cuiabá, nas proximidades da Secamat. As empresas daquela região foram algumas das mais afetadas pelas chuvas e a equipe técnica da Prefeitura identificou como solução a instalação de manilhas de maiores espessuras.