Prefeito cria comissão para elaborar estatuto de ‘Associação de Mulheres Consumidoras’
Fullbanner1

Fullbanner2


Prefeito cria comissão para elaborar estatuto de ‘Associação de Mulheres Consumidoras’

Fonte:
SHARE
Ilustração / Foto: Roger Andrade

Redação/ ASCOM

A programação da Semana Mundial do Consumidor 2015, promete deixar marcas e fortalecimentos que podem ser contínuos na defesa do consumidor.

Dentre eles, a criação da ‘Associação das Mulheres Consumidoras’, proposta pelo Executivo Municipal, por meio do Procon local, que foi deliberada em reunião nesta terça-feira (17) no Paço, com a presença de várias mulheres ativistas da defesa dos direitos femininos na cidade.

O próprio prefeito Percival Muniz e o procurador geral do Município, Fabrício Miguel Corrêa, foram os representantes masculinos a contribuir na discussão.

Embora tenha sido unânime o desejo pela criação da Associação, o coordenador do Procon, Juca Lemos, explicou que foi criada uma comissão entre o grupo para encaminhar a parte burocrática para a criação do estatuto.

“O mais importante foi o consenso para a criação da Associação. A partir disso, foi criada uma comissão provisória que analisará todos os termos necessários, fará estudo e adequações para que em um futuro breve se reúna a documentação necessária e se formalize o projeto”, explicou Lemos.

A comissão será composta pela ex-coordenadora do Procon, Ana Inês Garcia; Sandra Raquel Mendes e Alessandra Soares, presidente e membro diretivo da Associação de Mulheres de Rondonópolis e Região Sul; Mara Oliveira e Suzi Ota, ambas do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher; bem como, Marina Lara, presidente do Sindicato Regional Rondonopolitano de Agentes Comunitárias de Saúde.

A comissão já marcou o primeiro encontro para o próximo dia 26 de março, às 8h da manhã, para traçar as primeiras diretrizes.

Juca ainda fez questão de ressaltar o apoio técnico da OAB Rondonópolis, por meio da advogada Shirley Mesquita, profissionais do Programa VIVA de Vigilância e Prevenção de Violências e Agravos no Município e, do Ministério Público, por meio da promotora de Defesa da Cidadania e do Consumidor, Joana Bortoni Ninis.

Para Ana Inês, que já chefiou o Procon local em um passado recente, Rondonópolis pode sim expandir seu raio de proteção ao consumidor tendo uma entidade voltada especialmente à mulher.

“Este tipo de associação é muito forte em outros Estados como Minas Gerais, por exemplo. Em outros locais também já existe e com muito sucesso. Creio que poderemos fazer a diferença aqui também, sobretudo na divulgação de informações. Tem muita dona de casa que é lesada no supermercado e não sabe exatamente de seus direitos”, analisou.

Programação

Nesta quinta-feira (19), a partir das 18h30 na sede Procon, um evento colocará frente à frente os empresários promotores de eventos e entidades representativas de beneficiários da meia-entrada para esta e outras discussões acerca deste tipo de consumo.

Na sexta (20), funcionários do Procon irão realizar atendimentos volantes na Praça Brasil, colhendo denúncias de consumidores de qualquer natureza, das 9h às 17 horas.

Já no dia, 24, uma Audiência Pública na Câmara Municipal esclarecerá à população presente, casos relacionados ao consumo de eletrodomésticos, móveis e eletrônicos, além de direitos dos clientes de agências bancárias.

Estarão presentes os gerentes das principais lojas varejistas e instituições financeiras atuantes em Rondonópolis.

 

Montreal