Pouca secretaria para atender todo mundo…
Fullbanner1

show


Pouca secretaria para atender todo mundo…

Fonte:
SHARE
Foto - ODOC
Foto – ODOC

As 15 secretarias da Prefeitura de Cuiabá tem sido poucas para que o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) atenda todos os partidos que dizem ter sido fundamentais para sua chegada até a cadeira de chefe de Executivo Municipal. Até por isso, o gestor prepara um desmembramento de várias delas em uma reforma administrativa, o que pode fazer, por exemplo, a atual Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo virar três. Além de acomodar aliados do PMDB e PR, Pinheiro tem sido constantemente pressionado por gente do PMB, PTB, PTC, PTN, SD, PPL, PV, PSC e PTdoB, querendo vaga. Recentemente, a exoneração “sem mais, sem menos” da secretária de Educação, Mabel Strobel (PSC), abriu uma nova grande disputa de bastidores. O PSC quer a vaga mantida a si, enquanto o PTB quer manter Rafael Cotrim, atualmente interino, no comando da importante pasta. Já o PV, também cresceu o olho na Educação e tenta trabalhar o remanejamento de José Roberto Stopa, atual secretário de Serviços Urbanos. Em fala a imprensa, Emanuel pôs panos quentes e diz que não acredita em racha. Em episódios recentes, no entanto, o deputado federal e líder do PSC, Victório Galli, reclamou publicamente de não ter sido compensado a contento por ter quase “rompido” com o Governo do Estado para apoiar o PMDB na busca da prefeitura da capital.