“Por água abaixo”: Milton Mendes crê que alagamento prejudicou o Vasco
Fullbanner1



“Por água abaixo”: Milton Mendes crê que alagamento prejudicou o Vasco

Fonte: SporTV.com
SHARE

O Vasco conseguiu manter a invencibilidade sob comando de Milton Mendes ao vencer o Boavista por 1 a 0, mas o treinador da equipe de São Januário não pôde colocar todos os seus planos em prática por conta da forte chuva que alagou o gramado. Em entrevista ao “Troca de Passes”, o comandante do Cruz-maltino reclamou das condições do campo ao responder pergunta sobre uma possível modificação do posicionamento de Escudero devido ao aguaceiro (assista ao vídeo acima).

– O que eu queria era jogar com dois meias. A minha ideia era dar um pouquinho de profundidade no meio campo aproximando Nenê e Escudero, às vezes o Andrezinho vindo dentro, mas também como meia, na armação e o Escudero saindo, como fizeram em alguns momentos, mas a dificuldade era inerente ao estado do campo, à chuva, aquilo ali quando eu entrei em campo e me falaram que estava chovendo eu cocei a cabeça e pensei que minha estratégia estava indo por água abaixo. E quando eu entrei em campo e vi aquela chuva toda mesmo, aí eu disse que não era água abaixo, era água acima mesmo – comentou Milton, aos risos.

Veja também:> Carrinho, rebatidas e 100% nos passes: a estreia de Julio dos Santos na zaga

O treinador do Vasco também falou sobre a possibilidade de reforçar o elenco para o Campeonato Brasileiro e reforçou que, apesar de estar atento ao mercado, confia no elenco que tem. Segundo o comandante, elenco formado pelos melhores por serem os seus.

– É meio prematuro, porque nós estamos disputando um campeonato, estamos atentos ao mercado nacional e internacional, mas neste momento eu vou valorizar o que eu tenho. Os que estão aqui são os melhores para mim porque são os meus, então com o tempo vamos fazer as avaliações, vamos ver como os jogadores reagem a todas as exigências, tanto fora de campo como dentro dela, porque todos tem que ter os seus direitos e seus deveres, tanto profissionalmente e como homens também. Enfim, tem uma série de coisas que são importantes para o checklist final da decisão, mas nesse momento eu estou muito contente com meus jogadores, eles têm dado uma entrega muito grande, disposição dentro de campo – acrescentou.

Milton falou também sobre o caso Jomar, que foi impedido de jogar por conta de uma confusão referente aos cartões amarelos recebidos pelo jogador. Mesmo sem poder contar com o defensor, o treinador preferiu olhar o lado positivo da situação e elogiou a atuação de Julio dos Santos, que fez sua estreia na posição de zagueiro. 

– Houve um imbróglio com os cartões, hoje veio a tona isso tudo, mas as coisas se encaminharam da melhor forma possível. Temos que nos debruçar e eu sou um homem que, como sempre disse para vocês, me debruço em cima do que é positivo, não no que é negativo. Eu já fui à procura da solução e não me debrucei no problema. O Julio entrou muito bem, posicionou-se bem, jogou como eu queria, deu tranquilidade, saiu jogando. Talvez aqui e ali faltasse uma velocidade, mas é um jogador que tem um nível extraordinário. Considero que ele fez um excelente jogo contra uma equipe muito mais musculada do que propriamente técnica – concluiu.

Com a vitória, o Vasco ultrapassou Volta Redonda e Portuguesa para assumir a segunda colocação do Grupo C, com nove pontos em cinco jogos. O próximo jogo marca a última rodada da Taça Rio e o Gigante da Colina faz partida decisiva contra o Nova Iguaçu, às 16h do próximo domingo, em Moça Bonita. Uma vitória garante o Vasco nas semifinais, mas em caso de derrota, o Vasco é ultrapassado pelo próprio Nova Iguaçu na classificação geral e corre o risco de ser ultrapassado por Voltaço e Lusa em seu grupo.