População aprova mutirão de cidadania “Prati-Cidade” em Várzea Grande
Supermoveis

Fullbanner2


População aprova mutirão de cidadania “Prati-Cidade” em Várzea Grande

Fonte: Assessoria
SHARE
Com mais 30 instituições participantes, o 'Prati-Cidade' foi sucesso de atendimento público oferecendo quase 100 serviços municipais e de parceiros

A prefeitura de Várzea Grande tem promovido mutirões de cidadania desde 2015 e seu alcance vai além da simples oferta de serviços e orientações à população. O ‘Prati-Cidade’ vem se mostrando importante forma de levar a administração pública para os bairros de Várzea Grande desenvolvendo ações conjuntas com diversos parceiros e com envolvimento de toda sociedade a fim de aproximar as comunidades dos serviços públicos e desencadear um processo de formação de cidadania valorizando direitos e deveres, e buscando soluções aos pleitos de cada cidadão. Esse foi o objetivo do primeiro ‘Prati-Cidade’ de 2017 realizado nessa sexta-feira (28/07), nos bairros São Mateus, Jardim Itororó, Jadim Eldorado e Cidade de Deus.

Com mais 30 parceiros o ‘Prati-Cidade’ foi sucesso de atendimento público mesmo antes do dia encerrar. “Estamos no meio do dia e já alcançamos uma média de 1,8 mil atendimentos nos mais diversos setores, sejam dos oferecidos pelas secretarias da Prefeitura de Várzea Grande, sejam pelos nossos parceiros. Com certeza, cada atendimento realizado aqui hoje representa a vontade da nossa prefeita Lucimar Campos de aproximar a gestão do cidadão várzeagrandense”, destaca a secretária de Assistência Social, Kathe Martins.

Segundo a secretária, somados os serviços públicos municipais ofertados no ‘Prati-Cidade’ e por parceiros, chegaram a uma variedade de quase 100.  Como exemplo de serviços à disposição das comunidades com os parceiros foi a de emissão de 1ª e 2ª vias de documentos pessoais, emissão de certidões, de registros de nascimento, de registro de imóveis, consulta de CPF, plastificação de documentos, alistamento militar e 2ª via de Certificado de Alistamento Militar, teste de paternidade e de DNA, assessoria jurídica para pedidos de casamento e divórcio junto à Justiça Comunitária e Defensoria Pública. Já os da prefeitura, parcelamentos de débitos municipais de IPTU, ISS, Alvará, DAE e inscrição imobiliária.

Além do atendimento de quatro médicos, a população teve acesso a aferição de pressão, exame de glicemia, preventivo, vacinação, entrega de medicamentos. As famílias puderam ainda fazer a avaliação das condicionalidades da saúde para o Bolsa Família e o Cadastro Único, serviços do Procon, Câmara de Dirigentes Logistas, dos cartórios de 2º e 3º Ofício, Centro de Controle de Zoonozes, exposição do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental, serviços de Assistência Social do município e intermediação de mão de obra através do Sistema Nacional de Empregos (Sine).

“Achei ótimo. Facilita muito para a gente e é uma novidade”, afirma Eliene de Oliveira, moradora do bairro Cidade de Deus. Ela conta que veio conhecer os serviços do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e do Centro de Referência de Assistência Social (Cras). “Não sabia que a prefeitura possuía casas de passagem para crianças e mulheres vítimas de agressão. É um trabalho muito importante. Também gostei de ver o trabalho do grupo de idosas, muitas pessoas no final de suas vidas não têm uma atividade e a assistência social dá uma nova motivação para suas vidas”, declarou.

Quem também passou pelo ‘Prati-Cidade’ foi a Rosimeire de Sousa. Quando ela soube do mutirão que aconteceria aqui na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB), ‘Aristides Pompeu de Campos’, veio do bairro Jardim Eldorado para tentar se cadastrar no projeto Amigas Empreendedoras. “Já me inscrevi e espero ser chamada logo, pois aprender um curso pode ajudar minha família. Além desse cadastro avaliei a saúde da minha filha, a pequena Maria Vitória, de apenas 1 ano. Gostei muito, isso ajuda bastante”, ressalta Rosimeire.

Também marcaram presença no mutirão equipes, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, com serviços de orientação e de preservação ambiental e distribuição de mudas de árvores, da Ouvidoria municipal, da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esportes e Lazer, com apresentações culturais e atividades lúdicas, da Guarda Municipal de Várzea Grande e da Polícia Militar do Estado garantindo a organização e segurança do evento.

O Centro de Especialidade Médica (CEM) – A Secretaria de Saúde passou a integrar as atividades do ‘Prati-Cidade’. No mutirão de cidadania foi oferecido às comunidades dos bairros São Mateus, Eldorado, Jardim Itororó e Cidade de Deus, serviços da área médica em clínica geral, e de especialidades médicas, em pediatria, dermatologia e mastologia.

A coordenadora do CEM, Maria das Graças Metelo, disse que essa é a primeira participação do órgão no projeto ‘Prati-Cidade’ e que todos os profissionais estão muito envolvidos com o mutirão de cidadania. “Essa é uma forma de levarmos atendimentos e serviços às famílias carentes e que residem em áreas mais afastadas da região central. Durante o mutirão, além das consultas médicas, os pacientes que necessitaram de exames médicos foram encaminhados para unidades de atendimento na rede SUS. Os pacientes que já tinham os exames foram diagnosticados e voltaram para cada com o medicamento em mãos”, informou.

Assim como a Ana Beatriz da Silva, 19 anos, moradora do bairro Jardim Itororó, que levou sua filha para fazer o teste do Olhinho, muitas outras mães também procuraram o serviço no mutirão do ‘Prati-Cidade’ em busca do teste, que está sendo feito na Rede SUS, é realizado em crianças de 0 a 3 meses. “Vim trazer a minha menina porque soube que estão fazendo o exame aqui na escola e de forma gratuita. O teste custa caro na rede particular e como estão fazendo aqui pelo SUS resolvi buscar esse serviço que é importante na prevenção de doenças nos olhos na minha criança. É melhor prevenir e aproveitar a oportunidade perto de casa”, completou.

Montreal