Policias Militar e Civil recuperam 68% dos veículos roubados e furtados
Supermoveis



Policias Militar e Civil recuperam 68% dos veículos roubados e furtados

Fonte: Assessoria | Sesp/PM
SHARE

Devido ao trabalho integrado entre as polícias civil e militar, 997 carros e motos furtadas e roubadas em Várzea Grande foram recuperadas no ano passado, de um total de 1.454 ocorrências desta natureza. É um índice de 68% de recuperação.

Em 2017, 157 veículos foram devolvidos aos proprietários em várias operações realizadas. Os dados são da Coordenadoria de Estatísticas da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso e correspondem aos meses de janeiro e fevereiro.

As recuperações de veículos são resultado do trabalho de patrulhamento ostensivo aéreo do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), das checagens de veículos nas rondas policiais e, principalmente, a atenção dos policiais durante diligências rotineiras, que tem elevado o número de carros, caminhonetes e motocicletas localizados na cidade de Várzea Grande. Além da colaboração do cidadão com denúncias, via 190 a Polícia Militar, no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).

Todos os veículos recuperados são encaminhados para Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (Derrfva), da Polícia Judiciária Civil.

“O 4º Batalhão tem concentrado na desarticulação de grupos criminosos que agem individualmente em roubos e furtos de veículos e também nas quadrilhas especializadas que subtraem os carros com a finalidade de adulteração, as chamadas clonagens e desmanche para comércio de peças usadas e para troca por drogas e armas”, disse o major Lima, do 4º Batalhão da Polícia Militar.

Uma dessas ações ocorreu na noite de terça-feira (07.03), com a prisão de três pessoas na posse de um automóvel roubado. A ação dos policiais militares levou a prisão de Cesar Augusto Gomes da Silva, 22 anos, Laércio Rangel Zimerman, de 25 anos, e Gregori Ricardo Cardoso Campos, de 22 anos. Eles foram autuados por crimes de receptação, associação criminosa, roubo, tráfico de drogas, porte e uso ilegal de arma de fogo.

“A integração dos trabalhos da Polícia Civil com a Polícia Militar por meio de ações para prisão e recuperação de veículos e também das delegacias de polícia, contribuem para os índices de recuperação. Com o fortalecimento do efetivo e adotando metas específicas, os resultando e respostas têm sido cada vez mais céleres e eficientes à sociedade”, concluiu o major.