Polícia prende suspeito por caça ilegal, transportando jacaré em caminhonete
Supermoveis


Macropel

Polícia prende suspeito por caça ilegal, transportando jacaré em caminhonete

Fonte:
SHARE
Jacaré abatido a tiros. /Foto: Reprod. Ailton Lima

Por Ailton Lima

Policiais da 2ª Cia de Policiamento Militar Ambiental de Rondonópolis em rondas ostensivas de rotina e fiscalização ambiental, nas imediações do pantanal, proximidades da Pousada Tamanduá, na tarde desta sexta-feira (24), e por volta das 17h30, prenderam um suspeito conduzindo uma picape GM S10 de cor branca e placas de Cuiabá (MT), com uma espingarda calibre 22, 84 cápsulas de munição intactas e um exemplar de jacaré, abatido a tiros.

IMG_20150725_061354267Ao abordar o suspeito, identificado como sendo Luiz Carlos Evangelista Neves, de 19 anos, os policiais efetuaram uma fiscalização no veículo e encontraram na cabine do mesmo, uma espingarda da marca Rossi calibre 22, municiada com 10 munições intactas na vareta, e mais 74 do mesmo calibre.

IMG_20150725_061401469

Na carroceria do veículo, os policiais encontraram o animal silvestre da espécie Jacaré, abatido com tiros na cabeça.

O suspeito recebeu voz de prisão por crime ambiental e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e foi encaminhado à 1ª DP onde acabou autuado em flagrante delito pelos crimes acima citados.

Peixes irregulares

Durante a manhã outra guarnição ambiental que fazia fiscalização volante na região do pantanal, acesso ao Rio Piquiri, também apreendeu 20 kg de pescado irregular com Adalton Fernandes Rezende, natural de Quirinópolis (GO) que foi flagrado transportando em sua Hilux, uma caixa térmica com 20kg de pescado irregular, alguns fora da medida legal.

DSC02687
Caixa Thérmica com o pescado irregular

Os policiais identificaram, 03 exemplares da espécie Piavuçu fora da medida; 02 com 36 e um com 37 cm, quando a medida permitida é 38 cm e, Um Pacu medindo 43,5 cm, quando o permitido é 45 cm;

Piavuçu fora de medida
Piavuçu fora de medida

Por conta dessa infração, todo o pescado foi apreendido. O suspeito recebeu uma notificação da PM ambiental, e uma multa de R$ 500,00. O pescado apreendido foi doado à instituição beneficente Casa do Bom Samaritano.

Pacu fora de medida
Pacu fora de medida
Montreal