Polícia instaura inquérito para apurar morte de presidiário e investiga áudios de...
Supermoveis



Polícia instaura inquérito para apurar morte de presidiário e investiga áudios de ameaças a agentes

Fonte: Da redação
SHARE
Foto: Reprodução.

A Polícia Judiciária Civil informa que em relação à morte de um reeducando na Penitenciária Central do Estado (PCE) foi instaurado inquérito policial junto à Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Logo após o fato, a equipe da DHPP, coordenada pela delegada Alana Cardoso, esteve no presídio para iniciar as investigações e constatou que houve motim dentro da unidade prisional.

Foi realizada perícia no local da morte do presidiário e ainda perícia de constatação de danos diversos causados no Raio 3, da Penitenciária, provocados diante da rebelião ocorrida na tarde de terça-feira (20).

A causa preliminar da morte é apontada como perfuração de arma de fogo (PAF), que teria sido provocada por disparo no momento de contenção dos presos.

A investigação da Polícia Civil, por meio da DHPP, seguirá critérios técnicos (embasada em laudos periciais e outras provas) e total responsabilidade na apuração dos fatos.

Ameaças 

Em relação aos áudios que circulam em redes sociais referente a ameaças de supostos ataques a agentes penitenciários, a Polícia Civil deu encaminhamento à Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), para análise e adoção de medidas investigatórias, assim como vem sendo tomadas providências em relação a outros tipos de ameaças a agentes públicos, por meio de compartilhamento de mensagens e áudios.

O trabalho vem resultando em diversas ações repressivas, como a operação 10º Mandamento, deflagrada na semana passada,  para medidas enérgicas de combate à organizações criminosas existentes no interior dos presídios, com membros fora das unidades.