Polícia indicia suspeito de divulgar imagens de sexo com cadela
Adventista

Fullbanner1


Polícia indicia suspeito de divulgar imagens de sexo com cadela

Fonte: Da Redação com Nortão Noticias.
SHARE
FOTO: Internet.

A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC)-MT) concluiu a investigação sobre o caso de “zoofilia” que ganhou repercussão internacional no ano de 2017, após cenas criminosas serem filmadas por um  rapaz e posteriormente veiculadas via aplicativos e redes sociais. O autor das filmagens, Emerson Fernandes Pedroso foi indiciado em crimes de associação criminosa e maus-tratos de animais.

O inquérito policial foi entregue na última sexta-feira (30), a Vara Especializada do Meio Ambiente, com cópia dos autos à Polícia Federal para conhecimento e providências necessárias, em razão do investigado estar com domicílio no exterior.

As imagens  de sexo com um cadela geraram repugnância maciça na sociedade local e rapidamente extrapolou os limites do estado e do país. “Os milhares de comentários feitos nas redes sociais demonstraram extrema aversão à prática delitiva, galgando dimensão internacional. Vale ser mencionado que várias ONGs exprimiram “Nota de Repúdio endereçada à Delegacia Especializada do Meio Ambiente”, destaca o delegado Gianmarco Paccola Capoani, que presidiu o inquérito policial.

Três animais que pertenciam ao suspeito foram resgatados, sendo todos cães que foram destinados à entidades protetoras, para os devidos cuidados.

Ao longo da investigação foram realizadas perícias em animais, nas residências do indiciado e de seus pais, e em um aparelho celular.

Repercussão social

Durante a apuração, a Dema recebeu incentivos ao trabalho por meio de milhares de assinaturas digitais de protetores e ONGs de municípios espalhados por todo o Brasil e dos países: África do Sul, Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Bolívia, Canadá, Chile, Cingapura, Coréia do Sul, Colômbia, Costa do Marfim, Equador, EUA, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Itália, Israel, Japão, Líbano, Luxemburgo, Holanda, México, Noruega, Nova Caledônia, Polônia, Portugal, Reino Unido, Republica Tcheca, Romênia, Rússia, Suécia, Suíça, Uruguai.