Polícia conclui inquérito e dois são presos pela morte de PM aposentado
Adventista

Fullbanner1


Polícia conclui inquérito e dois são presos pela morte de PM aposentado

Fonte: Bruno Pinheiro
SHARE
Suspeitos da morte do PM Aposentado Foto: PJC

Wellington Carlos Silva, de 26 anos, foi preso e um menor de 17 anos conhecido popularmente como “Pateta”, foi apreendido, por investigadores da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), acusados de envolvimento na morte do Soldado Aposentado da Policia Militar Veja aqui.

De acordo com o delegado Gustavo Belão, os investigadores da Derf, tomaram conhecimentos dos envolvidos e chegaram a prisão em flagrante de Miqueias dos Santos Ferreira, de 22 anos, na semana passada e na tarde desta terça-feira (24), conseguiram deter os outros dois envolvidos na morte do PM aposentado, Ranufo.

“Wellington, foi preso por ordem de mandado de prisão, que foi cumprido pela Polícia Militar e encaminhado até a Derf, para prestar esclarecimentos e em depoimento confessou a sua participação no crime e informou quem seria o segundo indivíduo, que é o menor de 17 anos, onde também foi localizado e conduzido até a Delegacia onde também confessou a participação no latrocínio” explicou o delegado.

O delegado disse ainda que, a versão dos três envolvidos são a mesma e não há alterações no depoimento.

No dia do crime, Wellington e o adolescente foram até a casa da vítima e encontraram o aposentado, dormindo e o amarraram. No momento começaram a fazer buscas na casa, atrás de valores e outros bens, encontrando duas espingardas, o celular e a chave do veículo. Os dois suspeitos, informaram que colocaram a vítima embaixo do chuveiro com as mãos amarradas para trás, com um pano cobrindo seu rosto; e fugiram do local com o veículo, as duas armas e o aparelho celular.

Rodas do veículo encontradas em matagal
Foto: PJC

As duas armas e o aparelho celular da vítima ficaram na casa do menor, e Wellington seguiu com o carro, repassando esse veículo para o suspeito Miqueias dos Santos, que ficou dando suporte a dupla e encarregado de comercializar as rodas do veículo que foram encontradas em um matagal pelos investigadores da Derf, próximo onde o carro foi localizado na região do Bairro Padre Lothar.