Polícia Civil realiza mais de 80 atendimentos diários na Caravana da Transformação
Fullbanner1



Polícia Civil realiza mais de 80 atendimentos diários na Caravana da Transformação

Fonte: Da redação com PJC
SHARE
Foto: PJC MT

O atendimento sociojurídico e o registro de boletins de ocorrência marcaram a participação da Polícia Judiciária Civil, na 13ª edição da Caravana da Transformação, que acontece em Cuiabá. O evento realizado pelo Governo de Mato Grosso oferece serviços de cidadania para a população e acontece desde na segunda-feira (16.04), na Arena Pantanal.

O atendimento da Polícia Judiciária Civil, efetuado por meio da Coordenadoria de Polícia Comunitária, foi realizado exclusivamente entre os dias 16 a 28 de abril, porém a Caravana segue com demais serviços.

No período em que esteve presente no evento, a Polícia Civil realizou o atendimento de cerca de 80 pessoas por dia, que procuravam a unidade para esclarecimento de dúvidas, atendimento sociojurídico e confecção de boletins de ocorrência. Durante a semana de atuação, foram registradas 87 ocorrências de titpificações diversificadas, como roubos, furtos, estelionato e extravio de documento.

O mascote do Programa De Cara Limpa Contra as Drogas, “Bom Dog”, também abrilhantou a presença da Polícia Civil no evento. O personagem, querido pelas crianças, distribuiu pipoca e balas, descontraindo e alegrando todos os presentes na Caravana .

As pessoas que passavam pelo evento também tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a Polícia Civil, através da distribuição de folders, panfletos e outros materiais relacionados as atividades dos projetos sociais da PJC.

O coordenador da Polícia Comunitária, delegado Genison Brito Alves Lima, destaca que a participação da Polícia Civil na Caravana da Transformação é baseada no princípio da cidadania e no entendimento que a prestação de serviços deve ser por todos, para todos e de toda forma.

“Assim como nas outras edições da Caravana, em que a Polícia Civil esteve presente em todas as regiões do Estado, estamos aqui não só para registrar a ocorrência, mas para dar o primeiro atendimento, fazer encaminhamentos, dar orientações e apresentar nossos projetos”

Para o delegado, ações como a Caravana da Transformação aproximam as instituições da população. “A filosofia da Polícia Comunitária é a aproximação do Estado com cidadão, e no caso aqui a Polícia Civil é mais uma ponte que contribui para essa união, em que todos são beneficiados”, destacou o delegado.