Polícia Civil prende trio envolvido em roubo, furto e receptação de veículos...
Fullbanner1



Polícia Civil prende trio envolvido em roubo, furto e receptação de veículos de alto valor

Fonte: Assessoria.
SHARE
Foto: Assessoria.

Um trio acusado de integrar uma associação criminosa armada envolvida em roubos, furtos e receptações de veículos de alto valor de mercado foi preso durante investigações da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (DERRFVA), da Polícia Judiciária Civil, realizadas na quarta-feira (05.09), em Cuiabá.

Pablo Gabriel Gomes, Gabriel Pinheiro da Silva, Jonny Petterson Gomes Moreira foram autuados em flagrante pelos crimes de associação criminosa armada, adulteração de sinal identificador de veículo automotor. Pablo também respondera pelos crimes de roubo majorado pelo emprego de armo de fogo e concurso de agentes. Gabriel e Jonny responderão por receptação.

Os suspeitos foram presos na tarde de quarta-feira (05.09), no bairro Nova Esperança, próximo ao distrito industriário, na Capital, após a equipe da DERRFVA receber várias informações sobre a associação criminosa armada, especializada na prática reiterada de roubos, furtos e receptações de veículos, em especial caminhonetes de alto valor.

Diante das informações, os policiais conseguiram identificar os suspeitos que foram localizados em uma residência no bairro Nova Esperança III, na Capital. Em poder dos suspeitos, os policiais apreenderam uma caminhonete Toyota Hilux roubada, já com placas adulteradas, sendo a chave do veículo foi encontrada no bolso de Gabriel.

Durante as diligências foi possível apurar que Pablo foi o autor do roubo com emprego de arma de fogo, ocorrido no dia 31 de agosto. Após subtrair a caminhonete Toyota Hilux, o suspeito passou o veículo para os comparsas Gabriel e Jonny Petterson.

Segundo o delegado Marcelo Martins Torhacs, Pablo Gabriel foi seguramente reconhecido pela vítima como autor do roubo, já Gabriel e Jonny apesar de não serem reconhecidos foram flagrados com o veículo, caracterizando a receptação e adulteração de sinal identificador de veículo.

“A caminhonete Hilux não foi a única subtraída pela associação criminosa. Há informações de que esta é a terceira caminhonete que passa nas mãos do grupo em pouco tempo, caracterizando a associação criminosa armada”, destacou o delegado.

Diante da situação, o delegado representou pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva dos três suspeitos, que após lavrado o flagrante foram encaminhados para audiência de custódia na Capital.