Polícia Civil prende quadrilha que roubou lotérica em Cuiabá
Fullbanner1

Fullbanner2


Polícia Civil prende quadrilha que roubou lotérica em Cuiabá

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

Três integrantes da quadrilha que roubou uma casa lotérica na Capital foram presos pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta terça-feira (20.06),  pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá,  em cumprimento de quatro mandados de prisão temporária com busca e apreensão domiciliar.

Rodrigo Alves Rodrigues, 22, Jheferson Aparecido do Nascimento, 18, e Melquisedec Cardoso dos Santos Filho, 21, tiveram as prisões temporárias decretadas pela Justiça, durante investigações da Derf de Cuiabá.

Os dois primeiros, Rodrigo e Jheferson, foram presos em uma residência no bairro Mapim, em Várzea Grande. O terceiro suspeito, Melquisedec, foi detido no bairro São Matheus, em Cuiabá. Um quarto suspeito ainda não foi preso.

Conforme investigação, os jovens são reincidentes em crimes de roubo, entre eles o assalto a casa lotérica, da Avenida General Melo, bairro Pico do Amor, ocorrido no dia 25 de janeiro.

Na ocasião, os suspeitos armados e violentos entraram no estabelecimento. Depois de renderem os funcionários e clientes, subtraíram grande quantia de dinheiro, além de aparelhos celulares e outros pertences dos clientes que estava no local.

Nas diligências e depoimentos dos funcionários, os policiais civis conseguiram levantar as qualificações dos criminosos, reconhecidos também formalmente pelas vítimas através do álbum fotográfico da Especializada.

Em relatos, uma das vítimas descreveu a sequência do roubo. Segundo ela, Jheferson com uma arma de fogo, e vestindo calça jeans, camiseta branca e boné preto, foi o responsável por chutar a porta de acesso aos caixas.

Melquisedec usando calça jeans, camiseta azul e boné, associado a outro rapaz que usava calça jeans, camiseta listrada, reviraram os caixas e subtraíram o dinheiro. Já Rodrigo, portanto outra arma de fogo, foi o responsável por ficar na porta de acesso a lotérica impedindo a saída e entrada de clientes.

De acordo com o delegado, Guilherme Bertoli, uma das atendentes da lotérica confirmou que aproximadamente 40 minutos antes do assalto, dois dos assaltantes foram até a lotérica e realizaram um jogo da mega sena, justamente com o propósito de analisar o funcionamento do estabelecimento.

“As investigações continuam para dar cumprimento a prisão temporária em desfavor do quarto suspeito procurado”, afirmou o delegado Guilherme Bertoli.

O trabalho operacional contou com apoio das equipes da Derf-Cuiabá  coordenadas pelos delegados de polícia, Guilherme Berto Nascimento Fachinelli e Marcel Gomes de Oliveira.

Montreal