Polícia Civil e PM de Dom Aquino deflagram operação contra tráfico de...
Adventista

Fullbanner1


Polícia Civil e PM de Dom Aquino deflagram operação contra tráfico de drogas na região

Fonte: Da redação
SHARE

A Polícia Judiciária Civil prossegue com ações de enfrentamento ao tráfico de drogas na região Sul do Estado de Mato Grosso, em especial à região do Vale do São Lourenço. Na manhã desta segunda-feira (02) foi deflagrada a operação “Boas Vindas” no município de Dom Aquino (166 km ao Sul). Os trabalhos contam com apoio da Polícia Militar do município.

Até o momento foram detidas 10 pessoas envolvidas com atividades de tráfico de drogas na cidade, e ramificações em áreas vizinhas. Também foram apreendidos materiais relacionados à traficância, como balança de precisão e dinheiro em espécie trocado (utilizado na compra e venda de entorpecentes).

Os flagrantes e apreensões estão sendo realizados por equipes da Polícia Civil (e Polícia Militar) coordenadas pelo delegado da Polícia Civil Bruno Sérgio Magalhães Abreu.

Participam da operação “Boas Vindas” equipes da Polícia Civil de Rondonópolis, Juscimeira, Jaciara e Dom Aquino, em um esforço conjunto para enfraquecimento da criminalidade na região.

O delegado regional da Polícia Civil de Rondonópolis, Claudinei Souza Lopes, destaca as ações ininterruptas que estão sendo realizadas para desmantelar organizações e associações criminosas.

“Na semana passada realizamos duas importantes operações, uma em Alto Araguaia (“Purgato”) e outra na Derf de Rondonópolis. Hoje iniciamos a semana com outra operação bem sucedida, de enfrentamento ao tráfico de drogas na região do Vale São Lourenço (Dom Aquino). Buscamos ampliar a sensação de segurança e tranquilidade da população mato-grossense”, destaca.

Ainda de acordo com o delegado regional, outras operações da Polícia Civil estão previstas para acontecer em breve em outros municípios da região. “A Polícia Civil não pode, e não vai, interromper esse trabalho intenso, árduo, de enfraquecer e desarticular as organizações criminosas e o tráfico de drogas”, ressalta Claudinei Souza Lopes.