PMs vão passar a fazer hora extra para combater a violência em...
Supermoveis

Fullbanner2


PMs vão passar a fazer hora extra para combater a violência em Mato Grosso

Nova realidade deve incrementar as ruas em 30% mais policiais do que a realidade habitual

1
Fonte:
SHARE
Foto - Secom MT

Para tentar reduzir os índices de violência e crimes em Mato Grosso, policiais militares foram autorizados a fazerem hora extra e passarem a fazer um policiamento ostensivo nas cidades. A jornada extraordinária foi criada por uma lei complementar que autoriza o governo a convocar os policiais para trabalharem durante a folga.

O turno extra dos policiais deve ter entre quatro a seis horas e não pode ultrapassar 50 horas mensais. O valor será pago junto com o salário dos policiais militares. Segundo o governo, os policiais que já integram o Batalhão de Operações Especiais (Bope), Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), Grupo de Operações Especiais (GOE) e o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) poderão ampliar as horas de trabalho com incremento salarial.

A Polícia Militar calcula que, apenas em Cuiabá, a jornada extra resultará no aumento de até 100 policiais por dia nas ruas da capital mato-grossense. “Na área do 3º batalhão, que fica a Grande Morada da Serra, está sendo empregado esse efetivo no reforço do policiamento na área comercial e onde tem acontecido alguns roubos. Por conta disso estamos reforçando o policiamento colocando policiais nas ruas, além de poder incrementar o salário”, disse o comandante do 3º Batalhão da PM, Fábio Luis Bastos.

O governo espera diminuir, especialmente, os índices de assassinato no estado.

Fonte: Cenário MT

 

 

Montreal