PM prende ladrão de taxistas e o livra de linchamento
Fullbanner1

Fullbanner2


PM prende ladrão de taxistas e o livra de linchamento

Fonte:
SHARE
Ilustração

Por: Ailton Lima

O clima de tensão está tão alto n cidade, dados os inúmeros casos de assaltos praticados contra taxistas, que um bandido, escapou por pouco de ser linchado, após ter assaltado um motorista, levado o seu veículo e a feria do dia.  Para sorte dele, a polícia chegou primeiro.

A Polícia Militar prendeu na noite desse domingo (15), por volta das 20h45, nas imediações o bairro Cidade Alta, o Luiz Augusto Batista Pontes de 24 anos de idade, que estava sendo acusado de ter praticado um assalto, utilizando uma faca, contra o taxista Eduardo Gonçalves dos santos de 31, quando o mesmo foi acionado para uma corrida.

O ladrão utilizou uma faca para render o motorista, e anunciou o roubo, ordenando que o mesmo entregasse todo o seu dinheiro; algo em torno de R$ 1.620,00, bem como, como, ainda levou ao veículo, um VW Voyage de cor branca, que acabou sendo abandonado nas proximidades do Estádio Luthero Lopes.

No entanto, no momento do roubo, o taxista deixou o rádio do carro ligado e os colegas que estavam na frequência, ouviram toda a conversa e passaram a monitorar e se dirigira em massa para o loca.

Por muita sorte d ladrão, a PM conseguiu localizá-lo e prendê-lo antes dos motoristas revoltados, Pois caso contrário dada a fúria dos profissionais, ele poderia ter sido linchado, ou no mínimo, agredido violentamente como aconteceu no início do ano passado, quando vários taxistas, revoltados com um ladrão, o espancaram violentamente e ainda gravaram as imagens.

Na delegacia, o suspeito Luiz Augusto Batista, confessou que já tinhas passagens e já havia assaltado seis outros taxistas.

Do dinheiro tomado em assalto do taxista a PM só conseguiu recuperar R$ 320,00, o restante (R$ 1.300,00), o bandido não informou onde escondeu, ou o que fez com ele.

Por conta disso, Luiz Batista foi autuado em flagrante delito, por roubo qualificado e foi encaminhado à Cadeia Pública.

Montreal