PJC de Nobres identifica 80% dos homicídios cometidos no segundo semestre de...
Fullbanner1

Gov

Macropel

PJC de Nobres identifica 80% dos homicídios cometidos no segundo semestre de 2016

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

Prosseguindo com um trabalho dedicado à elucidação de crimes na cidade de Nobres (146 km ao Norte), a Polícia Judiciária Civil encerrou o segundo semestre de 2016 com um índice de resolutividade superior a 80%, com autoria delitiva identificada nos casos de homicídios consumados e tentativas.

Numericamente foram registrados 11 homicídios e tentativas no segundo semestre do ano passado. Desse montante, 09 foram elucidados, por meio de um esforço investigativo dos policiais civis, chefiados pelo delegado de polícia Fabiano Pitoscia.

O primeiro caso no período analisado aconteceu na noite de 23 de agosto, por volta das 20h, quando Mário Neto, 29 anos, invadiu a casa de Miriam Rodrigues da Silva, 27 anos, e Tarcisio Bruno Nunes de Campos, de 29, vindo a matá-los por suspeitar que os dois tivessem envolvimento num roubo que vitimou a irmã do investigado. 

Ato contínuo, o suspeito feriu com 02 disparos de arma de fogo Joilson da Silva, que sobreviveu à tentativa de homicídio, e depois reconheceu Mário como o autor do crime.

No dia seguinte (24), o suspeito voltou a esquina onde o fato anterior aconteceu para matar uma testemunha, Jailson Pietro da Silva, 19, que o teria visto saindo da casa com uma arma de fogo.

A quinta vítima do suspeito, Cristiano da Silva Serafim, 30, seria outra testemunha do crime que aconteceu no dia 23/08 e foi morta no dia 12 de setembro.

Uma sexta pessoa foi atingida por Mário Neto, com disparos de arma de fogo na madrugada de 02 de outubro. O suspeito perguntou à vítima Kaio Henrique Costa Castanha, 18 anos, sobre a localização de uma festa e por não gostar da resposta do interlocutor sacou a arma de fogo. Num primeiro momento, a vítima ficou paraplégica, mas após 30 dias, o rapaz veio a falecer.

O homicídio que vitimou o traficante Luan Júnior Nonato Mendes, 18, por uso de arma de fogo no dia 20/10 por volta das 20h30, foi elucidado com a autoria identificada de Alison Amorim da Cruz, 21. O crime aconteceu mediante o uso de arma de fogo.

A Polícia Civil também apurou a tentativa de homicídio contra Geci Rodrigues de Oliveira, 32. O crime aconteceu na tarde de 17 de dezembro e foi motivado por dívidas financeiras. O suspeito Mel Gibson Ferreira Frades, 21, vai responder criminalmente pelo delito.

Na noite de Natal (25/12), por conta de desentendimento familiar, Sergio Shoji Takeuti, 60, utilizando arma de fogo efetuou disparos na tentativa de atingir Adriano Souza Camargo, 29. O autor foi indiciado por homicídio tentado.

Desdobramentos

O suspeito Mário Neto é investigado por homicídios em outras cidades mato-grossenses e já se encontra recluso em unidade prisional. Em relação aos demais autores dos homicídios e tentativas, os procedimentos foram concluídos com a devida representação pela prisão preventiva.

Participaram das investigações os escrivães de polícia Luceni, Joseane e Andressa, os investigadores Néia, Ribeiro, Rosivaldo, Clezio, Joel, Genivaldo, Rutemberg, Adonaldo, Arlindo e Everaldo, coordenados pelo delegado de polícia Fabiano Pitoscia, que assumiu a titularidade da Delegacia de Nobres no segundo semestre de 2016.