Percival, mesmo no grupo de Mauro, continua a ignorar Fávaro
Adventista



Percival, mesmo no grupo de Mauro, continua a ignorar Fávaro

Fonte:
SHARE
Percival tem adotado rigorosidade seletiva e filosofia do "tudo para os amigos do rei", segundo criticam vereadores. Foto - Danilo Bezerra/Olhar Direto

O ex-prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz (PDT), apesar de ter aderido o grupo de Mauro Mendes (DEM) , está causando problemas internos dentro da coligação;  o motivo é que Muniz tem se recusado sistematicamente a apresentar apoio a um dos dois senadores da chapa: Jayme Campos (DEM) e Carlos Fávaro (PSD).

Percival tem vindo constantemente a público dizendo que nestas eleições os seus candidatos ao senado são Jayme e a ex-reitora da UFMT, Maria Lúcia Cavalli (PC do B). Vale, no entanto, destacar que Maria Lúcia está na chapa do candidato Wellington Fagundes (PR), que pode ser adversários de Mauro Mendes, em um eventual segundo turno.

O ápice da discórdia foi na segunda-feira, quando Percival em um ato público de Mauro Mendes, em Rondonópolis, praticamente ignorou o nome de Fávaro e declarou para que todos ouvissem que tinha preferência por Maria Lúcia como o seu segundo voto, já que o primeiro é de Jayme Campos.

Na verdade, Percival ainda não deglutiu a briga que teve com Fávaro no passado, em razão de que o ex-prefeito o acusava de cooptar lideranças do seu grupo para o PSD. A briga resultou , inclusive, em uma ação judicial, movida por Fávaro contra Percival.