Percival chega ao PDT com aliados e sonhando alto
Fullbanner1



Percival chega ao PDT com aliados e sonhando alto

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - MidiaNews

O ex-prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz, que viu o PPS ir para o grupo do atual governador, Pedro Taques (PSDB), encontrou no PDT um caminho para seguir sua carreira política. Ontem (6), Percival efetivou sua filiação no PDT, do deputado estadual Zeca Viana (PDT), acompanhado dos vereadores rondonopolitanos, Fábio Cardozo e Thiago Muniz. Os dois últimos buscaram no Tribunal Regional Eleitoral – TRE um aval para realizar a mudança sem risco de prejuízos aos seus atuais mandatos e conseguiram.

Ainda sem falar em pré-candidatura a nada, nos bastidores a ideia de Percival é construir uma vaga na majoritária, especificamente na vice-governadoria. Na prática, porém, a hipótese é pouco provável já que o espaço em questão deve ficar com o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta, que chega no partido para compor chapa com Mauro Mendes, chapa considerada ideal pelo próprio Zeca Viana. Em caso de desistência de Mendes do pleito, o mais provável é que Pivetta encare a disputa, mas muito provavelmente com um vice de outra agremiação.

Percival tem então uma pré-candidatura a deputado estadual como muito provável, embora exista a possibilidade de buscar a Câmara Federal ou até mesmo uma das duas vagas disponíveis para o Senado Federal, dependendo o horizonte criado pelo arco de aliança. Thiago Muniz, por sua vez, também está muito propenso a sair. A ideia do vereador, porém, é tentar dobrar votos com o parente mais famoso, ou seja, tentar deputado federal se o ex-prefeito buscar a Assembleia Legislativa ou vice-versa.

Enquanto isso, o PPS deve lançar seu novo líder partidário, o ex-secretário de Educação de Pedro Taques, Marco Marrafon, para deputado federal. Em relação ao PDT, efetivados os ingressos de Cardozo e Thiago, o PDT ficará com uma bancada relevante no legislativo da maior cidade do interior, já que ambos se juntarão ao professor Sidnei Fernandes, atual membro solitário da sigla na Casa de Leis.