Pedro Nadaf afirma que vai assumir todos os seus erros.


Pedro Nadaf afirma que vai assumir todos os seus erros.

Pedro Elias será interrogado durante o período da manhã; depoimento de Riva foi transferido para sexta-feira (02)

0
Fonte:
SHARE
Foto:Assessoria.

O ex-secretário da Casa Civil, Pedro Nadaf, está depondo na tarde desta segunda-feira (29) no Fórum de Cuiabá na ação que investiga um esquema de corrupção supostamente encabeçado pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB). Nadaf está preso desde setembro do ano passado. Ele é acusado de cobrar propina para a concessão de incentivos fiscais.

Na audiência de instrução e julgamento que está sendo conduzida pela juíza Selma Rosane de Arruda, da 7ª Vara Contra o Crime Organizado, o ex-secretário está sendo interrogado pela promotora de Justiça Ana Cristina Bardusco e pelos advogados de alguns dos demais réus, que no total somam 17. Logo após o interrogatório de Nadaf, Bruno Saldanha será ouvido.

Acompanhe trechos dos depoismentos:

15h – Pedro Nadaf começa o depoimento afirmando que assumirá todos os delitos que cometeu e pede desculpas a todos os mato-grossenses.

15h12 – “O governador me chamou para angariar recursos para a campanha eleitoral junto ao setor empresarial, e foi aí que se formou esse conjunto que permeira a organização criminosa que passou a atuar em Mato Grosso.

15h27 – Nessa busca para pagar o saldo de campanha, de dívidas, de partidos que ficaram, e a organização pagou a saldar os débitos, e eu fui tomando conhecimento de alguns secretários que faziam parte desta organização direta ou indiretamente, que tinham a mesma função de levantar recursos financeiros para pagar esses débitos. Implicitamente nós tínhamos uma coação para levantar o dinheiro para pagar a dívida e aquilo que era sobra dessa dívida e cada um tinha uma participação do pedaço desse dinheiro de acordo com a sua participação no grupo. Mas a organização estava ligada à Secretaria de Administração, e ele, como chefe de gabinete, era um porta voz do governador diante da organização.

Fonte:CircuitoMT.