ANO ELEITORAL: Rondonópolis não deve ter concurso público em 2016
Fullbanner1

Fullbanner2


ANO ELEITORAL: Rondonópolis não deve ter concurso público em 2016

Se previsão for certeira, Percival não terá cumprido mais uma de suas promessas de campanha

Fonte:
SHARE

O prefeito Percival Muniz (PPS) terá muitas dificuldades de aprovar em ano eleitoral os três novos Planos de Cargos, Carreira e Salários – PCCs que enviou no fim do ano passado para a Câmara Municipal de Vereadores. Isto porque, não são só flores as determinações atualizadas  para gerir a vida dos trabalhadores que o prefeito mandou ao papel. Alias, muita coisa pode por em rota de colisão a classe política, no caso, os vereadores com os mais de 7 mil trabalhadores e suas famílias.

Um vereador que atendeu a reportagem do NMT, explicou que o fator “incorporação da produtividade”, por exemplo, é um dos pontos que deve levar algum tempo para que se entre em um consenso. Para o parlamentar, o gestor usou muito bem a mídia e está tentando por todo o desgaste que pode ter se não lançar o concurso público, que é uma promessa sua de campanha, além da própria insatisfação de alguns trabalhadores com situações específicas, sobre os ombros do legislativo.

“O prefeito falou ai para a imprensa que estava mandando os PCCs com a Câmara e que já havia discutido com o Sindicato (SISPMUR), mas isto não é verdade. Os três PCCs estão aqui mas os representantes dos servidores ainda estão avaliando muita coisa junto com a gente, para só depois serem efetuadas as emendas. Muita reunião ainda deve acontecer, até porque trata-se de algo muito sério e que vai mexer seriamente na vida das pessoas. O que o Percival fez foi jogar para a torcida. Ao entregar para a Câmara, ele tenta se livrar do desgaste e aí se o tal concurso público não sair vai querer jogar para cima dos vereadores”, criticou um vereador, que preferiu não se identificar.

Em relação a tal situação da produtividade, o parlamentar disse que este deve ser um dos pontos mais discutidos. “O que o prefeito quer? Ele quer incorporar os ganhos por produtividade, que hoje representa quase 80% dos ganhos de alguns setores, mas quer passar as cargas horárias de todos os servidores para 8 horas, corrigindo nesta compensa do reajuste do valor do salário. Óbvio que tem muita gente que fez o concurso de 6 horas que não está aceitando, então este é um dos entraves a se passar, mas que eu creio que tem de ser uma vez por todas resolvido. O cara tem que ganhar o salário e pronto. Este negócio de produtividade não entra na cabeça das pessoas. Para o cidadão, se o cara está ali para executar uma determinada função, não tem justificativa ele quer um bônus por executar suas contribuições. Para a maioria das pessoas, isto é obrigação e é a sociedade quem é o patrão dos servidores públicos”, disse.

Apesar da polêmica, o vereador ouvido não crê que os vereadores farão corpo mole para não ter em suas campanhas pessoais o desgaste de ter aprovado um PCCs que não agradou em tanto assim os trabalhadores. “Olha, isto é pessoal. Acho que cada um devia dizer por si, mas de uma maneira geral, creio que vamos discutir a situação com três objetivos centrais: respeitar o orçamento do Município, para não correr o risco de não pagar nem a folha, como está ocorrendo em muitas cidades por aí; atender os anseios dos trabalhadores e acima de tudo pensar no que é melhor para a população como um todo, que é quem paga os salários destes servidores. Se entrar interesse partidário e político no meio, aí sim, eu vou te dizer que estes PCCS tem pouca chance de sair”, analisou.

Da Redação

Montreal

10 COMENTÁRIOS

  1. Já falei e repito, o desgaste do prefeito perante a população é IRREVERSÍVEL. O Ministério Público deve intervir e proibir e que seja cumprida a lei, proibição de realização de concurso em ano eleitoral. A praça dos carreiros foi fechada por tapumes e nada nada. A ponte do rio vermelho está parada. A obra da UPA está paralisada. A cidade está cheia de buracos. Não construiu os hospitais na vila Olinda e no Parque São Jorge, conforme prometido em campanha. Tchau Percival.

  2. FALA PARA O TAL VEREADOR QUE A POPULAÇÃO TAMBÉM É PATRÃO DELES E RECEBEM VERBA INDENIZATÓRIA PARA TRABALHAR UMA VEZ POR SEMANA.PORQUE NÃO PODEMOS TER UM SALÁRIO DIGNO SEU VEREADOR ? .QUANTO A FOLHA É SÓ DEMTIR O EXCESSO DE COMISSIONADOS E CONTRATOS ,POIS NA ÉPOCA DO ZÉ A FOLHA ERA MUITO MENOR.DEZ TECNICOS ADMINISTRATIVOS VALE MAIS QUE 50 COMISSIONADOS ,POIS NOSSO CONHECIMENTO INDEPENDE DE PARTIDO E PUXASAQUISMO.VE SE O SENHOR TEM PEITO PARA TIRAR A PRODUTIVIDADE DOS PROCURADORES.EM TEMPO TEM VEREADOR AI QUE RECEBE PRODUTIVIDADE

  3. O problema não é o ano eleitoral, mas sim as contratações irregulares que impera nesta administração já algum tempo, se ela realmente tivesse interesse de realizar concurso já o teria feito há muito tempo. Não levou a sério as discursões com os servidores, esses PCCS já era pra ter resolvido, mas esse Prefeito infelizmente colocou dois moleques arrogantes para negociarem com os servidores. E outra coisa, se realmente tiver interesse, ainda dá tempo de realizar concurso, É SÓ QUERER. Pra deixar bem claro, esses pccs não estão aumentando salarios e sim corrigindo distorções, reestruturação das carreiras e incorporando aquilo que o servidor já recebe há muito tempo!!!!

  4. Hemerson este prefeito é assim, ele não tem coragem de enfrentar, quando um servidor não interessa mais, ele pede a cabeça deste servidor aos cães de guarda.

  5. É facil falar dos outros e esconder o umbigo. As verbas de produtividade do alto escalão assim como dos vereadores ninguem menciona. Mas reluta na produtividade dos trabalhadores que tem salarios achatados pela inflação e pelo descaso do poder publico.
    Promessas de campanha ilude os analfabetos politicos wue se negam a ver o sinismo da maioria que se exalta promessas mirabulantes. Prometem para ganhar o voto daqueles que confiam na palavra dada, mas faz tempo que palavra valia mais que lei.

  6. È isso que dá votos de cabresto, O atual Prefeito foi pessimo nas Administrações anteriores e os Eleitores sem conciencia de Voto torneu elege-lo agora aguenta as consequencia

  7. Esse concurso para professor foi uma maracujás só no edital estava falando que os gabaritos só iam ser divulgados as 17 horas quando foi as 13 já estavam liberados pela semed muito estranho ne senhor percival pode cancelar…..

DEIXE SEU COMENTÁRIO

SHARE
Previous articleMesmo em queda, Rondonópolis e Sorriso se mantêm entre as 30 maiores exportadoras do país
Next articleCartório de Rondonópolis é o segundo que mais arrecada no estado