Pavimentação da MT-130 aguarda parecer da PGE
Fullbanner1

Fullbanner2


Pavimentação da MT-130 aguarda parecer da PGE

Fonte:
SHARE

O vice-governador Carlos Fávaro recebeu, nesta segunda-feira (31.07), uma comitiva de Paranatinga (387 km da Capital) para tratar de melhorias na infraestrutura do município. Entre as reivindicações estão a pavimentação de 44 quilômetros da MT-130 e a construção de duas pontes de concreto. Participaram da reunião o deputado estadual Nininho, o presidente da Associação da Rodovia MT-130, Adelino Bissoni, o presidente do Sindicato Rural, Thomas Paschoal Alves, os noves vereadores do município, entre outros.

Sobre a construção das duas pontes de concreto no anel viário do município, segundo o secretário de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Marcelo Duarte, é necessário uma validação da RTA Engenheiros Consultores Ltda, empresa de consultoria que atende a Sinfra. O atestado confirmará o local do traçado e permitirá que possa ser dada a ordem de serviço. “Com esse parecer da RTA, daremos a ordem de serviço na sequência”, informou o vice-governador.

Já sobre a segunda pauta, que trata da licitação dos 44 km de Paranatinga a 7 Placas, o vice-governador pontuou que a MT 130 é um eixo estruturante para o estado e que o governo está convencido da necessidade de sua  pavimentação. A Sinfra protocolou pedido na Procuradoria Geral do Estado (PGE) para obter informações sobre a validade da licitação anterior, feita ainda no governo passado. “Em 15 dias, a PGE responderá se o contrato com a empresa contratada na época tem validade. Caso não, será feito uma nova licitação”, afirmou Fávaro.

 

Para o presidente da Associação da Rodovia MT-130, a reunião foi bastante produtiva. “Saímos satisfeitos, pois sabemos que está sendo feito um esforço para que essas obras seja executadas. O vice-governador é sempre muito honesto conosco e nos deixa a par da real situação”, disse ele.

 

Fávaro agradeceu a presença de todos e destacou que o governo do estado entende que o município de Paranatinga cresce a passos largos e requer infraestrutura de qualidade. “Há um ano o trecho de Paranatinga até Primavera do Leste era intrafegável. Sabemos que ainda a ser feito, mas já conseguimos muitas benfeitorias para a região”.

Sobre a trafegabilidade na rodovia, Fávaro disse que irá cobrar em parceria com o grupo para que seja feito uma força tarefa entre governo, prefeitura e Associação para manter as estradas em condições adequadas de tráfego.

 

Montreal