Pátio e Ubaldo vão trilhar caminhos diferentes em processo eleitoral
Adventista



Pátio e Ubaldo vão trilhar caminhos diferentes em processo eleitoral

Fonte: Da Redação
SHARE
Prefeito Zé do Pátio e seu vice, Ubaldo Tolentino de Barros, acusados de terem licitação para "legalizar" o carnaval.

O prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) e o vice-prefeito Ubaldo Tolentino de Barros (sem partido) estão literalmente de lados opostos, ambos serão adversários nas eleições deste ano, provocando um fato no mínimo curioso e demonstrando que prefeito e vice não estão falando a mesma língua;

Os dois, em 2016 trilharam caminhos juntos para conquistarem o comando de Rondonópolis, agora estão de lado opostos, ambos resolveram escolher apoios diferentes para a disputa do processo eleitoral de outubro.

Pátio, por exemplo, resolveu apoiar o grupo do governador Pedro Taques, que disputa a reeleição , pelo PSDB. O prefeito de Rondonópolis desde o ano passado destacava que a tendência era apoiar Taques, até mesmo pela parceria com o governador nas ações em Rondonópolis.

 

O prefeito, além de apoiar publicamente, deve ser o principal comandante de Taques na região Sul e uma das lideranças com maior respaldo popular que está inserido no grupo do Governador.

 

Ubaldo, por outro lado, apesar do partido em que estava filiado e era presidente municipal, o PSL, ter declarado apoio a Taques, resolveu como se diz no jargão político, “pular para o outro lado do rio” e apoiar um dos adversários do governador e consequentemente de Pátio, neste período eleitoral, o senador Wellington Fagundes (PR).

 

Ubaldo, inclusive, deixou o PSL que estava na base de apoio a Taques, para ficar livre para declarar apoio público a Fagundes.

 

Os dois, no entanto, devem medir forças, em razão do fato de ambos serem coordenadores de campanha. Se Pátio vai coordenar a campanha de Taques, Ubaldo será o comandante do projeto de eleição de Wellington, acirrando a disputa na cidade e Região.