Participantes de Florestal aprendem técnicas para produzir própolis
Supermoveis

Fullbanner2


Participantes de Florestal aprendem técnicas para produzir própolis

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

Rica em aminoácidos, vitaminas e bioflavonoides, a própolis tem chamado cada vez mais a atenção de produtores de mel por ser de mais fácil manejo e possuir maior valor agregado – a própolis verde, originária do alecrim do campo ou vassourinha (Bacchiaris dracunculifolia), é vendida, em média, a R$ 250 o quilo. Apicultora há 12 anos, há três Sandra de Fátima de Jesus Cardoso precisou interromper a produção de mel por motivos de saúde e agora vai retomar com foco na própolis. “Já chegamos a ter 40 caixas de abelhas no auge da nossa produção e agora vamos recomeçar com 10 e expectativa de chegar a 60 em um ano”, diz.

Ela conta que a mudança do ramo de negócio se deu em razão de o manejo da própolis ser mais simples do que o do mel e pelo retorno financeiro ser mais rápido se comparado à outra atividade. “Existe um mercado muito bom para a comercialização da própolis e estamos bem animados.” Sandra e o marido, Milton Lopes Cardoso, participaram do curso Trabalhador na Apicultura / Produção de Própolis promovido pelo SENAR Minas em parceria com a Diretoria de Extensão e Cultura (Cedaf) da Universidade Federal de Viçosa (UFV), realizado no campus da Universidade em Florestal e no Apiário Serra Azul, em Mateus Leme.

Ex-aluna do curso de Produção de Mel, também oferecido pelo SENAR Minas, a participante não vê a hora de começar a colocar em prática tudo o que aprendeu. “Optamos por ter a informação completa antes de começar a produção porque não adianta investir em uma atividade sem a segurança de que estamos cumprindo todas as etapas da forma correta”, considera.

Estudante do curso técnico de Hospedagem, na UFV Florestal, o aposentado Fábio Ferreira Ker mantém em sociedade com o irmão Herculano uma produção de mel em Lajinha, município da Zona da Mata. A atividade começou por iniciativa do pai, já falecido, na década de 80 e foi preservada porque, segundo o apicultor, a polinização das abelhas contribui para o aumento da produção de café, outro ramo de negócio de seu irmão. “No momento, estamos com 35 caixas e toda a produção será redirecionada para a própolis. Vamos investir em um pasto apícola de alecrim para produzir a própolis verde visando o mercado japonês”, planeja.

Do conteúdo que aprendeu, Ker destaca os ensinamentos sobre a captura e distribuição das abelhas. “Aqui encontrei uma realidade diferente da de Lajinha e aprendi a forma correta de fazer o ninho para fortalecer o enxame.” Fã do instrutor e zootecnista Hélio da Silva, o produtor deu “nota 10” para a capacitação. “Já fui aluno do Hélio e ele é uma pessoa que sempre tem muito a nos transmitir. É sempre bom trocar experiências com ele”, elogia.

Conteúdo

O curso Trabalhador na Apicultura / Produção de Própolis tem carga horária de 24 horas. Na parte teórica, os alunos aprendem sobre a biologia e organização social das abelhas; noções sobre a própolis e condições necessárias para a sua produção; condições de higiene, saúde e segurança no trabalho; cuidados com o meio ambiente. Também são desenvolvidos os raciocínios verbal e numérico e trabalhada a importância do gerenciamento da atividade apícola, custos de produção, legislação e associativismo.

Terminada esta etapa, é hora de colocar a mão na massa para aprender sobre os tipos e a instalação de coletores; coleta e transporte; higienização do local de beneficiamento; seleção e classificação da substância; e a forma correta para o aproveitamento da própolis residual, entre outros pontos.

De acordo com o instrutor, o treinamento habilita os participantes a oferecer ao mercado própolis in natura de diferentes resinas das diversas plantas da flora brasileira, extrato alcoólico e aquoso de própolis e pomadas fabricadas a partir do aproveitamento da própolis residual. Retribuindo a avaliação recebida, Silva também dá nota máxima para os 10 participantes. “A turma é excelente. Todos as alunos foram extremamente compromissados e participativos.”

Benefícios da própolis

Entre os diversos benefícios da própolis, vale citar que ela é um poderoso antioxidante, antisséptico e devido à sua ação antibacteriana um antibiótico natural. Além disso, a substância também é conhecida por fortalecer o sistema imunológico e combater os radicais livres. Por conter uma grande quantidade de flavonoides, a própolis é um excelente anti-inflamatório e por isso pode ser utilizada para tratar e prevenir infecções como bronquite, resfriado comum, infecções urinárias e intestinais, inchaços e úlceras gástricas. Seu uso tópico ainda garante a rápida cicatrização de feridas e queimaduras.

Assessoria de Comunicação do SENAR Minas
www.senarminas.org.br

Montreal