Panorama das Artes Mato-grossenses terá cinco dias de programação
Supermoveis

Fullbanner2


Panorama das Artes Mato-grossenses terá cinco dias de programação

Fonte:
SHARE
Foto: Varlei Córdova

O Panorama das Artes Mato-grossenses – PAM foi lançado em Rondonópolis e está a todo vapor. Os sete artistas convidados receberam os kits e estão se preparando para uma grande exposição que será realizada entre os dias 07 e 11 de setembro no Espaço Cultural Casario.

A nova edição do PAM tem como tema “Re-descobertas” e vai reunir sete artistas da cidade com uma vasta programação composta por exposições, músicas, shows e manifestações da cultura popular.

O PAM, que tem a curadoria do professor e crítico de artes, Laudenir Gonçalves, homenageia o artista plástico Wander Melo pelos mais de trinta anos de atuação em Rondonópolis. Entre os artistas convidados, estão: Paulo Pires, Tânia Pardo, Marlene Trouva, Valcides Arantes, Djalma Santos e Sebastião Veloz.

Para Laudenir Gonçalves, o Panorama das Artes Mato-grossenses vai colocar os artistas do interior em evidencia, aproximando-os do público. “O PAM faz um mapeamento dos artistas. Valoriza o artista do interior de Mato Grosso, além de democratizar o acesso à cultura, o que é extremamente importante na formação de um público receptivo das artes”, afirmou o curador.

O secretário Municipal de Cultura, Luciano Carneiro, considera uma importante oportunidade para os artistas, mas também para a população que vai prestigiar trabalhos artísticos de qualidade. “Trata-se de mais uma importante ação de valorização das artes de Rondonópolis e Mato Grosso. O conjunto de artistas selecionados e as várias linguagens selecionadas, ressaltam o papel da cidade enquanto polo criativo e favorece o intercambio. A população de Rondonópolis terá a oportunidade de experimentar um ambiente de artes no Casario bem instigante”, explicou.

O Panorama das Artes acontece pela primeira vez na região sul do estado. É realizado pela Associação Cuiabana de Belas Artes – ACUBÁ, com o patrocínio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, por meio de uma emenda parlamentar do deputado estadual Gilmar Fabris e com o apoio do governo do Estado, Secretaria do Estado de Cultura, Universidade Federal de Mato Grosso e Prefeitura Municipal de Rondonópolis.

O projeto já passou por Chapada dos Guimarães e Várzea Grande. Depois de Rondonópolis, segue para outra cidade do sul do estado, Barra do Garças, além de cidades da região norte, como Sorriso e Alta Floresta e encerrando com uma grande exposição na capital, Cuiabá, em 2017.

 

Montreal