Palestrante defende participação da sociedade civil no processo de reforma política
Fullbanner1



Palestrante defende participação da sociedade civil no processo de reforma política

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Agência Câmara
SHARE

O secretário-geral do Instituto Internacional para a Democracia e a Assistência Eleitoral (Idea), Yves Leterme, listou pontos que devem ser levados em consideração na reforma política e eleitoral que está sendo discutida neste momento pelo Brasil. Segundo ele, é preciso definir objetivos e uma liderança para o debate, abordando bem o problema, além de permitir o envolvimento da sociedade civil e também dos atores políticos.

“Os processos de reforma foram bem-sucedidos onde os cidadãos estavam envolvidos desde o início e participaram de debates para expressar seus pontos de vista. Membros da Câmara e do Senado tomam as decisões, mas tem que haver um claro envolvimento da sociedade civil”, afirmou Leterme no Seminário Internacional sobre Sistemas Eleitorais, promovido pela Comissão Especial da Reforma Política em parceria com Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e com apoio do Idea.

Segundo Leterme, a decisão a ser tomada de mudar o sistema eleitoral não vai ser neutra, e o sistema tem que ser mudado, por não entregar os resultados que deveria. “As democracias antigas ainda não estão totalmente adaptadas às necessidades de hoje. Existe uma demanda global por reforma em muitos países, por razões diferentes.”

O secretário disse ainda que a dinâmica geral dos países que se engajaram em reformas eleitorais é ir na direção de um sistema misto. Sobre a questão de financiamento eleitoral, Leterme lembrou que, em democracias livres, pessoas físicas podem apoiar os candidatos através da doação de dinheiro até um certo ponto. “Temos de combater os excessos”, observou.

O seminário continua no plenário 2.

Mais informações a seguir

Acompanhe também pelo canal da Câmara dos Deputados no YouTube