Paciente atendida na Caravana quer enxergar melhor para poder estudar
Fullbanner1



Paciente atendida na Caravana quer enxergar melhor para poder estudar

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

Diferente de outras de donas de casa que têm problemas de vista e que querem enxergar melhor uma agulha de costura ou ler uma receita culinária, Joaquina Gomes de Melo de 68 anos, quer colocar em prática um sonho interrompido quando ainda era criança: estudar e ter uma formação.

Após perceber a vista cada vez mais embaçada ao olhar papéis e pessoas, a aposentada resolveu vencer o medo do procedimento cirúrgico e, acompanhada do marido, se deslocou do bairro setor Buriti até posto da Caravana da Transformação em Porto Alegre do Norte para receber atendimento e saber qual o diagnóstico. 

A última vez que ela esteve em um consultório foi há quatro anos e os óculos de grau que usa já estão amarelados pelo tempo. “A minha vontade é conseguir enxergar melhor para que eu possa estudar, aprender a ler e escrever. Quando menina, eu chorava muito e pedia para a minha mãe, mas como não tínhamos condições não estudei”, revelou. 

Casado com Joaquina há 50 anos, Manoel Pereira, 70, é um dos incentivadores para a esposa consiga realizar o que deseja. Eles moravam sozinhos em uma área rural e devido à idade avançada optaram por viver na área urbana. “Eu uso óculos também, mas o caso dela é bem mais complicado. Conseguimos convence-la e tudo vai dar certo”, disse. 

A paciente foi examinada pelo médico Rodrigo Travessolo. “Identificamos que ela está com catarata no olho esquerdo e direito e que precisa fazer a cirurgia para que o problema seja amenizado. Ainda é cedo para afirmar o quanto ela vai conseguir enxergar daqui pra frente, mas terá uma qualidade de vida melhor”, afirmou o médico. 

Todo o processo de atendimento e encaminhamento para a cirurgia foi acompanhado de perto pelo coordenador geral da Caravana, José Arlindo. 

“Para nós, trazer a caravana até o município foi um desafio por conta da logística, mas o importante é que temos que dar o mesmo tratamento a todos. A nossa vinda para cá é a prova de que o governo reconhece a necessidade de disponibilizar serviços como este, e de estar sempre próximo a população”, destacou Arlindo. 

As cirurgias começam nesta quarta-feira (26) e Joaquina já está na lista dos pacientes que serão operados.