Operação prende 5 em assentamento onde há conflito por madeira em MT
Supermoveis

Fullbanner2


Operação prende 5 em assentamento onde há conflito por madeira em MT

Fonte: G1 MT
SHARE

Cinco pessoas foram presas durante uma operação de forças policiais no Assentamento Ena, no município de Feliz Natal, a 518 km de Cuiabá, onde há uma disputa por extração de madeira. Entre os presos estão o presidente da Cooperativa Mista Agropecuária e Pastoril do Assentamento Ena (Cooperena), Gelso Fistarol e seguranças contratados pela cooperativas. Durante a operação foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão.
Por nota, a cooperativa afirmou que “os Vigilantes são profissionais altamente qualificados e de conduta ilibada, seguindo rígidos protocolos exigidos”.
Durante a operação deflagrada nesta terça-feira (29), foram apreendidas quatro armas de fogo e um celular roubado com os presos. Segundo a polícia, os moradores denunciaram que os seguranças agiam com abuso de autoridade. Eles devem responder pelos crimes de roubo, formação de quadrilha e usurpação de função pública.
A cooperativa denunciou um conflito pela extração de madeira no assentamento. Os assentados, segundo a cooperativa, já tiveram casas queimadas e sofreram atentados armado
A briga pela extração de madeira ocorre há aproximadamente sete anos. Segundo o presidente da Cooperena, Gelso Fistarol, uma empresa foi contratada para realizar a atividade extrativista numa área de 30 mil hectares que pertence à cooperativa. A empresa, no entanto, teria realizado o trabalho, mas não remunerou os assentados.
Em 2014, o contrato com a empresa foi rompido. Entretanto, a atividade não foi suspensa e a extração continuou sem que a cooperativa recebesse.
Os seguranças foram contratados para evitar que a madeira continuasse a ser roubada. Os profissionais teriam sido vítimas de uma tentiva de homicídio no início deste mês.

Montreal