Oficina recupera móveis e realiza manutenção de delegacias
Supermoveis



Oficina recupera móveis e realiza manutenção de delegacias

Fonte: Da Redação - Com PJC
SHARE
Foto: Assessoria.

Inovando com um trabalho diferente da função policial, a Diretoria de Execução Estratégica (DEE) da Polícia Judiciária Civil, adotou estratégia alternativa para recuperar bens patrimoniais e conservação das  Delegacias de Polícia de todo Estado.

O serviço de consertos de mobiliários, reparos em instalações elétricas e hidráulicas são feitos pela equipe policial lotada na Coordenadoria de Desenvolvimento Institucional – Setor de Patrimônio.

O foco do setor, que atualmente trabalha com móveis, muitos deles provenientes de doações, é controlar os materiais que são entregues nas unidades policiais, bem como aqueles que são recebidos. Tudo é separado e catalogado para, posteriormente, serem distribuídos as unidades.

A equipe realiza visitas às delegacias, objetivando as manutenções necessárias. A idéia é atender, principalmente, as delegacias do interior, onde, por conta da distância, acabam menos beneficiadas com utensílios e mobílias.

A intenção da equipe é atender as unidades das regionais da Polícia Civil de Mato Grosso. No final do mês de fevereiro aconteceu a primeira visita, na Regional de Água Boa. As distâncias são percorridas no caminhão-baú, acautelado judicialmente à Polícia Civil.

Na região de Água Boa, a equipe detectou as necessidades das delegacias e entregaram computadores, bebedouros, mesas, armários, cadeiras, entre outros itens.

Para o diretor de Execução Estratégica da Polícia Civil, Mario Dermeval Aravechia de Resende, o trabalho feito pelos policiais civis é árduo, pesado e requer muito esforço físico. “Mesmo assim conseguimos formar uma equipe diferenciada e comprometida nessa missão exaustiva, que merece nosso reconhecimento”, parabenizou.

Também beneficiadas com o serviço de manutenção e conserto,  as Centrais de Flagrantes, de Cuiabá e Várzea Grande, recebem visitas semanais da equipe para manter e realizar reparos necessários devido ao grande fluxo de pessoas atendidas nos dois plantões da região metropolitana

Semanalmente os policiais vão até as duas unidades para checar as redes hidráulica, elétrica e sanitária, verificar as condições de uso da mobiliária, buscando assim fazer pequenos conserto, que no dia a dia da unidade faz a diferença no atendimento à população e também  aos servidores que trabalham nos locais. São ajustes simples como aperto de parafusos em cadeiras, troca de rodinhas, verificação de internet, torneira, reparo de descarga de banheiro, entre outros itens.

“Estamos fazendo as manutenções e vigília constante, inicialmente nas duas Centrais de Flagrantes, de Cuiabá, no bairro Planalto e Várzea Grande no bairro Parque do Lago. São delegacias com grande fluxo diário de pessoas, tanto servidores como cidadãos”, esclareceu o policial civil, Gilmar Andreotti da Silva.

Nos locais foram feitos reparos nos banheiros de atendimento ao público, banheiros de uso dos servidores, melhorada as iluminações dos cartórios, das salas dos delegados, trocados os mobiliários e substituídos alguns computadores antigos por novos.

O investigador Ademir Rodrigues, conta que a experiência de comparecer na delegacia para prestar esse auxílio, chega a causar espanto nos colegas de trabalho, por ser a primeira vez que esse tipo de serviço voltado à preservação do bem publico, é feito pela Instituição.

“Nossa equipe restaura os moveis que estão estragados, sucateados e voltam para o uso do próprio policial. Diversos materiais que são devolvidos pelas delegacias, nós consertamos e reaproveitamos”, contou Ademir Rodrigues.

Uma pequena marcenaria também foi estruturada no Setor de Transporte, em Cuiabá, onde os materiais são consertados, etiquetados para controle e entregues nas delegacias para uso dos servidores.

“Cuidar e zelar pelo patrimônio público é valorizar a cadeira que cada servidor senta”, garantem os policiais do Setor de Transporte, subordinado à Coordenadoria de Desenvolvimento Institucional