Obras do projeto “Amo Rondonópolis” não resistem às primeiras chuvas
Supermoveis



Obras do projeto “Amo Rondonópolis” não resistem às primeiras chuvas

Fonte:
SHARE

Redação

As obras de fim de governo do ex-prefeito Percival Muniz que tinham como objetivo embelezar a cidade tornando-a mais atrativa para os moradores e visitantes, não estão resistindo às primeiras chuvas e já apresentam desgastes incompatíveis com obras dessa natureza, já que deveriam durar pelo menos alguns anos.

Muito dinheiro foi gasto  em rotatórias que agora vem se tornando um transtorno e dor de cabeça, não apenas para o poder público que terá que refazê-las, gastando mais dinheiro público, mas, sobretudo, para os usuários das vias nas quais, as referidas obras já apresentam desgastes no pavimento.

WhatsApp Image 2017-01-21 at 14.33.23

Não precisa ser nenhum ‘expert’ em engenharia, para perceber que a qualidade das obras é duvidosa. Tanto é, que em menos de 90 dias após as conclusões, as mesmas já apresentam problemas.

E isso se pode comprovar a qualquer tempo, apenas passando pelos locais. Na rotatória da Avenida Irmã Bernarda com Avenida Goiânia, por exemplo, na confluência dos bairros Conjunto São José e Buritis, a situação está difícil, devido ao grande fluxo de veículos que por ali passam diariamente. Os buracos aumentam a cada dia e os motoristas têm dificuldades em transitar pelo local.

WhatsApp Image 2017-01-21 at 14.33.22

O pior é que segundo informações da prefeitura foram gastos apenas ali, R$ 43 mil nessa obra. Por sorte a prefeitura já está se organizando para fazer as devidas intervenções e solucionar o problema.

A rotatória que fica em frente à Igreja Sal da Terra, é outro ponto problemático e caótico. Ali a pavimentação está toda esburacada e os veículos têm dificuldades em transitar pelo local.

WhatsApp Image 2017-01-21 at 14.42.45

Mas esse tipo de resultado de desperdício de dinheiro público vem se revelando em vários pontos da cidade onde obras da administração passada já começam a apresentar problemas.