O jogo de Cid e Ciro Gomes
VendaMais

O jogo de Cid e Ciro Gomes

SHARE
Cid Gomes, ex-ministro da educação e irmão de Ciro Gomes.

Por Chico Oliveira

Com o enfraquecimento do governo por conta dos escândalos da Petrobrás e o desgaste que se acumula há tanto tempo e após uma eleição onde a polarização entre PT e PSDB foi tão forte, não é difícil de imaginar um cenário desastroso em 2018 para os governistas.

 

O ex-governador do Ceará e agora também ex-ministro da educação Cid Gomes (PROS) foi convocado à câmara dos deputados pelos próprios governistas para se explicar sobre uma declaração dada em uma universidade no nordeste.

 

Ciro Gomes, ex-governador, ex-ministro e ex-candidato a presidente da república.
Ciro Gomes, ex-governador, ex-ministro e ex-candidato a presidente da república.

Eis que ao que parece sob os conselhos do irmão mais velho Ciro Gomes (PROS) que antes havia desaconselhado o então ministro a não dar esclarecimentos no congresso Cid foi à câmara dos deputados e reafirmou o que tinha dito e ainda apontou para o presidente da casa e declarou. “Eu fui acusado de ser mal educado. O ministro da Educação é mal educado. Eu prefiro ser acusado por ele (Eduardo Cunha) do que ser como ele, acusado de achaque”, ressaltou Cid Gomes.

 

Diante das manifestações em Plenário, Cid Gomes foi aplaudido por pessoas que estavam na tribuna, mas continuou sendo hostilizado por parlamentares. Após a troca de farpas com os congressistas, o presidente da Câmara cortou o som do microfone de Cid Gomes e o então ministro deixou a tribuna da Casa.

 

Evidente que o episódio épico tem um pano de fundo e um bom plano ao que parece, Ciro Gomes que já foi candidato a presidente em 2002 pode com isso ganhar força nos bastidores político e tentar uma composição com Aécio Neves (PSDB) em 2018 para derrotar o PT. Se não for isso, deve ser meio louco o tal Cid Gomes.

1 COMENTÁRIO

  1. Não viaja meu querido. Aonde você consegue enxergar uma aliança entre Aécio e Ciro Gomes? O Aécio um típico direitista que defende as fracassadas políticas neoliberais que não deram certo no Brasil na época de FHC. Já o Ciro Gomes é um progressista de centro-esquerda que defende tudo, menos isso que o Aécio e PSDB representam. Ele, inclusive, critica abertamente o governo PSDB e sua privataria tucana.

DEIXE SEU COMENTÁRIO