O bom e velho Souza: “Cutucaram o Caveirão, deu no que deu”
Adventista



O bom e velho Souza: “Cutucaram o Caveirão, deu no que deu”

Fonte: Thiago Benevenutte
SHARE

O jogo de abertura da Taça Guanabara, entre Madureira e Botafogo, marcava a estreia de Montillo com a camisa alvinegra. Mas a principal contratação botafoguense na temporada foi ofuscada por um velho – e nada agradável – conhecido que estava do outro lado. Souza, ele mesmo, o “Caveirão”. O atacante voltou a jogar depois de passar 2016 parado e foi o nome da vitória por 2 a 0 do Tricolor Suburbano em Moça Bonita, na tarde desta quarta-feira.

– Eles sempre antes do jogo querem cutucar a onça com vara curta.
Acontece o que aconteceu. Se tivessem ficado calados, poderia até ser
diferente. Cutucaram o Caveirão, deu no que deu – respondeu na saída do
vestiário.

O atacante, ex-Flamengo e marcado pela comemoração do “chororô” em 2008, começou no banco de reservas, mas ainda no primeiro tempo viu a torcida do Madureira gritar seu nome. Lançado pelo técnico PC Gusmão no intervalo, não decepcionou: marcou o gol que abriu o placar e deu bela assistência para Geovane Maranhão ampliar. Ouviu muitos xingamentos dos alvinegros presentes no estádio, mas riu por último. 

O camisa 9 de 34 anos não repetiu a famosa comemoração feita com a camisa rubro-negra anos atrás e preferiu não falar muito a respeito disso durante entrevista, mas não escondeu a felicidade ao confirmar a fama de algoz do rival.

Sem entrar em campo desde o dia 25 de julho de 2015, Souza comemorou muito sua exibição e o ótimo resultado conquistado no primeiro jogo do Campeonato Carioca.

– Fiquei um ano parado sem jogar por causa de uma lesão no joelho, tive uma preparação muito boa no clube, fisioterapeuta e preparadores físicos. Feliz de ter voltado, estava programado de voltar no segundo tempo, não estava 100% mesmo. Estou feliz por ter feito uma boa partida.

E para fechar o dia em grande estilo, tome elogios do comandante.

– O Souza é um jogador muito importante para nós, por tudo o que vocês sabem, pela história no clube, pela trajetória dele. Mas vem de lesão importante. Desde que chegamos aqui, sempre houve a preocupação em condicioná-lo e usá-lo da melhor maneira possível. É um jogador inteligente e sabe disso. Disse para ele que seria importante e ele será muito importante. Não só nos gols, mas também ajudando o setor defensivo – resumiu PC Gusmão.