Número de mortes nas rodovias cresceu 40% no carnaval 2016 em MT
Fullbanner1

Fullbanner2


Número de mortes nas rodovias cresceu 40% no carnaval 2016 em MT

Durante os seis dias do feriado prolongado foram registrados 10 acidentes graves, com 43 pessoas feridas e sete mortes.

Fonte:
SHARE
Casal de professores da IFMT de Cuiabá e genro, foram três das setes vítimas fatais do feriado. FOTO - G1

Balanço divulgado no pós-carnaval pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostra que os acidentes com mortes durante o período de Carnaval deste ano, comparado a 2015, aumentaram 40% nas rodovias federais de Mato Grosso. De acordo com a PRF, durante os seis dias de folia carnavalesca foram registrados 10 acidentes graves, com 43 pessoas feridas e sete mortes.

No ano passado, ocorreram 12 acidentes graves (-16,7%), 58 feridos (-25,9%) e cinco mortes. O levantamento mostra ainda que foram emitidas mais de 3,5 mil autuações de trânsito durante os seis dias de feriado prolongado. Do total, os policiais rodoviários destacam que 2.256 flagrantes foram especificamente sobre excesso de velocidade, além de 190 ultrapassagens indevidas.

A PRF efetuou também 2.350 testes de alcoolemia. Dos exames realizados, 57 apontaram que os motoristas estavam conduzindo o veículo sob efeito de álcool. O levantamento começou a ser feito na sexta-feira (05.02), véspera de feriado, e terminou nesta quarta-feira (10.02), no fim do recesso.

Apenas nas BRs 163, 364 e 070, a Concessionária Rota Oeste, responsável pela concessão das rodovias, registrou uma queda de 36% no número de acidentes, mas com um aumento na gravidade dos casos. Os dados são referentes ao período de 05 a 09 de fevereiro. No trecho, as informações do Centro de Controle Operacional (CCO) dão conta de que 46 acidentes aconteceram, quando no mesmo período do ano passado, foram contabilizado 72.

A gravidade dos acidentes aumentou, fazendo com que seis pessoas morressem em decorrência das colisões, quando no mesmo período do ano passado, apenas duas mortes foram registradas nas BRs-163 e 364.

Um dos acidentes mais graves ocorreu na noite da última terça-feira (9) na BR-364, entre Jaciara e Campo Verde, na região sul do Estado. De acordo com a PRF, o acidente envolveu dois carros e uma carreta e resultou nas mortes dos professores João Batista, 57 anos, Iraci Conceição, de 53, e do genro deles, Thiago Olímpio Borges, 30.

No mesmo veículo estavam a filha do casal (que é mulher de Thiago), Tatiane Romagnolli Dias, de 30 anos, e a filha dela, um bebê de 10 meses. João, Iraci e Tiago, morreram na hora. Já Tatiane e sua filha foram socorridas e encaminhadas para o Hospital Regional de Rondonópolis, com múltiplas fraturas pelo corpo.

João Dias era professor de matemática do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), em Cuiabá, e também lecionava em um colégio particular da capital. Iraci dava aulas em uma escola particular, também na capital. Ela dava aulas de alfabetização para alunos da pré-escola e primeira série.

Fonte: Diário de Cuiabá

 

Montreal