Novo sistema adotado pela Sema garantirá segurança e agilidade administrativa
Fullbanner1



Novo sistema adotado pela Sema garantirá segurança e agilidade administrativa

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) está fazendo os ajustes e integrações necessárias para o funcionamento do novo Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais 2.0 (Sisflora), que irá substituir a versão Sisflora 1.0. A mudança visa tornar a gestão ambiental mais ágil e eficiente no estado.

Conforme a secretária adjunta de Licenciamento Ambiental da Sema, Mauren Lazzaretti, o novo sistema trará inúmeras melhorais no controle da comercialização e transporte dos produtos florestais, implementando a cadeia de custódia, que rastreia o produto desde a extração da madeira até a destinação final, além de segurança administrativa aos técnicos da secretaria. “O estado tende a ganhar no controle do consumo e transporte de produtores florestais. A secretaria ganhará performance no atendimento mais ágil das pequenas demandas e o produto Mato-Grossense terá mais confiabilidade”. 

O Sisflora 2.0 permite que pequenos ajustes sejam realizados com mais rapidez e menos custo ao erário. São exemplos dessas melhorais a inserção do nome de uma nova espécie de árvore que não esteja cadastrada no sistema; na versão 1.0 essa tarefa exigia a solicitação da inclusão para a fábrica do software, o que demandava tempo e custo ao Estado. Outro ganho destacado pela superintendente de Gestão Florestal da Sema, Suely de Fátima Menegon, é a segurança. Ela acredita que a mudança diminuirá as chances de fraudadores no cadastro de informações.  

Além disso, a disponibilização dos dados do manejo florestal pelo Sistema Integrado de Monitoramento e Licenciamento Ambiental (SimLam) no Sisflora 2.0. “Será possível ver dados georreferenciados de cada árvore com informações do volume real por árvore e não estimado, como era feito antes. Isso dará mais segurança para nós”, afirma Suely.

Os órgãos fiscalizadores que monitoram e identificam as ações, como o Ministério Público Estadual (MPE), Polícia Federal (PF), Delegacia de Meio Ambiente (Dema) da Polícia Judiciária Civil, também pode acessar o Sisflora 2.0 através do Sisflora Auditoria. 

Trabalho integrado 

Com a proposta de reforçar o trabalho integrado de monitoramento e fiscalização, Mauren apresentou o novo sistema na última sexta-feira (17.03) para a delegada da Dema, Alessandra Saturnino Cozzolino, que estava acompanhada dos investigadores do órgão. “Tudo que vem para somar no enfrentamento de quem tenta driblar a lei é um ganho”.