Nome do Vasco na vitória sobre o Fla, Nezinho garante: “Gosto de...
Supermoveis



Nome do Vasco na vitória sobre o Fla, Nezinho garante: “Gosto de clássicos”

Fonte: Gabriel Fricke e Thierry Gozzer
SHARE

Não é de hoje que Nezinho vê o Flamengo do outro lado da quadra. Foi assim pelo Brasília, inclusive com título diante do Rubro-Negro, e também defendendo Limeira e Franca. São quase duas décadas enfrentando o rival, tempo suficiente para criar uma rivalidade com a torcida rival. Sempre que enfrenta o time da Gávea, a torcida pega no seu pé. No sábado, na Arena da Barra, isso não aconteceu. Com os portões fechados por falta de efetivo da PM do Rio de Janeiro, Vasco e Flamengo jogaram sem o apoio das arquibancadas. E com Nezinho inspirado, o Cruz-maltino venceu por 78 a 77, triunfando mais uma vez e ampliando o retrospecto positivo contra o oponente desde o retorno do basquete à Colina.

Satisfeito com o seu desempenho, o armador lembra que gosta desse tipo de jogos. Só que desta vez a torcida do Flamengo não pôde vaiá-lo, o que segundo o próprio, não faria diferença também. Ele foi o cestinha do Vasco com 22 pontos, sendo quatro bolas de três pontos, deu três assistências e terminou a partida com 20 de eficiência. 

– Eu gosto de jogar esses clássicos. Gosto muito desse tipo de jogo. São jogos que você se prepara mais, se
concentra mais. A preparação na temporada é para jogos como esse. Quando
assinei com o Vasco eu sonhava em jogar esse clássico. Era meu sonho
quando via Vasco x Flamengo na televisão. Contra o Minas eu tive uma
boa atuação e o time não venceu. Era um jogo que não era para a gente
ter perdido para crescer na classificação. Agora passou, em clássico,
jogo importante que a gente precisa ganhar, a gente se prepara mais, se
concentra mais. Se estiver bem fisicamente, você consegue ajudar a
equipe – garante Nezinho.

Leia maisGritos, discussões e faltas técnicas: os ecos do clássicoCom três derrotas seguidas, Fla amarga pior sequência no NBBChegada de Dedé traz novo ânimo ao Vasco no NBB

Com a vitória, o Vasco chegou ao nono triunfo no Novo Basquete Brasil. O time tem sete derrotas e ocupa a sétima colocação, a uma vitória do G-4, que dá vaga direta para as quartas de final do NBB. Para o armador, o Cruz-maltino precisa seguir jogando em alto nível para evitar as oscilações nesse momento decisivo.

– Essa é uma vitória que significa muito. Não estamos tão bem na tabela e
precisamos de vitórias. É claro que uma vitória contra o Flamengo é bem
diferente. O clima no clube muda e nosso astral e confiança aumentam
também. Não podemos oscilar tanto no campeonato – diz Nezinho.

Por fim, o jogador lamentou por ter que jogar com os portões fechados mais uma vez. Ele se recordou dos duelos que via pela televisão com o Maracanãzinho lotado e confessa que espera um dia ter essa oportunidade.

– É muito triste para mim, já vi vários embates entre Flamengo e Vasco com o Maracanãzinho explodindo. Quando eu assinei aqui no Vasco, eu já imaginava isso, jogar com o Maracanãzinho explodindo. As duas torcidas. Quando começou a ter os problemas no Carioca, fiquei muito triste. É triste para o basquete, não divulga. Mas temos que jogar. A diretoria do Vasco fez de tudo para ter as duas torcidas, mas não tivemos a capacidade de fazer essa partida. A gente não sabe o dia de amanhã, se vai poder viver isso.