Na janela da Caso do Rio
Adventista



Na janela da Caso do Rio

Fonte:
SHARE

 

Na janela da Caso do Rio
21.7.18

Fim de tarde,
quando a faina
permite um descanso,
o coração amaina.

Sentir o frescor de uma tarde,
De um rio,
de uma casa,
da Casa do Rio.

Contemplando tudo,
num canto,
daquele jeito,
o arrebol como manto.

Vai-se o dia,
vem o ópio bom,
ascende acesso
o espírito em bom-tom.

Quentes,
o pão e o beijo,
Saboreio
o pão de queijo.