MP afirma que João Arcanjo não preenche requisitos para progressão de...
Adventista



MP afirma que João Arcanjo não preenche requisitos para progressão de regime

Fonte: G1
SHARE
Arcanjo está preso há 15 anos por crimes como lavagem de dinheiro e contrabando (Foto: Assessoria / TJMT)

O Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) afirmou, em manifestação encaminhado ao juízo da Vara de Execução Penal de Cuiabá, que o ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro, que tenta liberdade na Justiça, não preenche os requisitos para a progressão de regime.

Arcanjo está preso há 15 anos e foi condenado por crimes que vão desde assassinatos a lavagem de dinheiro e contrabando. Se somadas, as penas do ex-bicheiro totalizam 82 anos de prisão.

No documento, o MPMT aponta que o réu não preenche os requisitos objetivos e subjetivos para a concessão da progressão de regime.

“O requisito subjetivo é indispensável à progressão e vai além do bom comportamento carcerário, que não deve se confundir com aptidão ou adaptação do condenado e muito menos serve como índice fiel de sua readaptação social”, diz trecho da manifestação.

O órgão já havia manifestado contrário a possível soltura do preso.

Em novembro, Arcanjo foi submetido a um exame criminológico com a presença de psiquiatra. O resultado, no entanto, não foi divulgado.

Arcanjo está preso na Penitenciária Central do Estado (PCE) desde setembro deste ano após ser transferido de uma penitenciária de segurança máxima no Rio Grande do Norte.

O ex-bicheiro foi preso no Uruguai, em 2003, e ingressou no sistema penitenciário federal em outubro de 2007, quando foi encaminhado para a Penitenciária Federal de Campo Grande (MS).