Moagem de cana no Centro-Sul na 1ª quinzena de janeiro atinge 1,18...
Supermoveis

Gov

Adventista

Moagem de cana no Centro-Sul na 1ª quinzena de janeiro atinge 1,18 mi de t

Fonte: Por Estadão Conteúdo
SHARE

As usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram 1,18 milhão de toneladas de cana-de-açúcar na primeira quinzena de janeiro, volume 37,29% menor na comparação com igual período do ano passado (1,88 milhão de toneladas). No acumulado da safra 2016/2017, iniciada em abril, a moagem atinge 593,23 milhões de toneladas, 0,47% mais ante igual intervalo do ciclo 2015/16 (590,44 milhões de t). Os números foram divulgados nesta segunda-feira, 30, pela União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).

O mix de produção na quinzena foi de 28,67% da oferta de matéria-prima para açúcar e os outros 71,33%, para etanol. No acumulado da temporada, os porcentuais são de 46,60% e 53,40%, respectivamente. Com isso, a produção de açúcar na quinzena alcançou 35 mil toneladas (mais 34,14%). Já a de etanol totalizou 68 milhões litros (menos 27,30%), dos quais 19 milhões de litros de anidro e 49 milhões de litros de hidratado. No acumulado da safra 2016/2017, a fabricação de açúcar atinge 35,24 milhões de toneladas (mais 15,70%) e a de etanol, 24,97 bilhões de litros (menos 7,61%), dos quais 10,55 bilhões de litros de anidro e 14,42 bilhões de litros de hidratado.Em

relação à qualidade da matéria-prima, a Unica informou que o nível de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) na primeira quinzena de janeiro foi de 109,94 kg por tonelada de cana no Centro-Sul (mais 22,55%). No acumulado do ciclo, totaliza 133,78 kg por tonelada (mais 1,40%).

A Unica destacou ainda que a produção de etanol de milho nos primeiros 15 dias de janeiro alcançou 13,32 milhões de litros, enquanto no acumulado da safra 2016/2017 totaliza 153,81 milhões de litros, sendo 22,31 milhões de litros de anidro e 131,50 milhões de litros de hidratado.Na 1ª quinzena de janeiro, 11 unidades continuaram processando cana no Centro-Sul, sendo seis em Mato Grosso do Sul, quatro em São Paulo e uma em Minas Gerais. Para os últimos quinze dias do mês, espera-se que as mesmas continuem em operação, afirmou a entidade.

Vendas de etanol
A comercialização de etanol pelas usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil na primeira quinzena de janeiro caiu 23,4% na comparação com igual período do ano passado, para 875,32 milhões de litros, sendo 830,48 milhões de litros para o mercado interno e 44,83 milhões de litros para o externo. No acumulado da safra 2016/2017, iniciada em abril, as vendas somam 21,24 bilhões de litros (menos 11,6%).

O volume comercializado de etanol anidro, misturado em até 27% à gasolina, atingiu 436,87 milhões de litros na primeira quinzena de janeiro, ante 460,87 milhões de litros há um ano. No acumulado da temporada, são 8,73 bilhões de litros (mais 0,3%).No caso do hidratado, utilizado diretamente no tanque dos veículos, houve queda. Na quinzena, as usinas do Centro-Sul venderam 438,44 milhões de litros, menos 35,7%. Desde o início do atual ciclo, em abril, a comercialização chega a 12,51 bilhões de litros (menos 18,4%).