MISSÃO CUMPRIDA, CAPITÃO – Dr. Francisco Mello
Fullbanner1



MISSÃO CUMPRIDA, CAPITÃO – Dr. Francisco Mello

Fonte:
SHARE

Joaquim Barbosa disse ontem que tem medo do Bolsonaro, por isso apoia o candidato do PT. Logo ele que reconheceu em um de seus julgados no mensalão que Bolsonaro não é corrupto e agora se alia a turma do Lula. Só lamento. Mas não faz falta. Ele não tem peso eleitoral, não agrega nada. Diz o gaúcho que nego bom não se mistura. Disse Cristo “Quem não é por mim é contra mim e quem comigo não ajunta espalha”.

Penso que com esse apoio a Haddad, Joaquim Barbosa, politicamente, tirou o demônio de uma garrava. Ele devia temer – isto sim – a volta destes comunistas que roubaram o país, e mandaram bilhões para financiar a manutenção de várias ditaduras na África, e nas Américas do Sul e Central; Poderia ter medo da violência que nos assola chegando a quase 70 mil mortes por ano. No Rio de Janeiro em alguns Bairros, quatro de cada 10 habitantes adultos, já foram assaltados.

O Presidente Bolsonaro prioriza diminuir a violência, endurecer o regime de encarceramento; modificar a Lei de Execuções Penais, suprimindo as saídas temporárias dos presos, e, eliminar a audiência de custódia.

Some-se a isso, combate a corrupção, a posse de armas para quem estiver apto a possuir; redução da maioridade penal – leia-se, mudança no Estatuto da Criança e do Adolescente – aumentando a pena para os menores infratores; melhorar a confiança no Brasil, desburocratizar, simplificar e desregulamentar, facilitando a criação de ambientes de negócios satisfatórios visando atrair investidores para gerar empregos.

É certo que temos pressa em melhorar nosso país, mas, isso não será feito em um abrir e fechar de olhos. Levará um tempo para que possamos comemorar o sucesso destas medidas. Enquanto isso a oposição vai torcer pelo quanto pior melhor, mas faz parte do show, não nos assusta.

A Lei diz que não se pode fazer campanha política em prédios públicos. Ontem, várias Universidades foram visitadas pela polícia, a mando do Tribunal Superior Eleitoral para retirar material considerado contra Bolsonaro. Houve um gritêdo geral, e logo o Supremo Tribunal Federal, suspendeu as operações da polícia.

É sintomático que nestes locais tenham sido encontrados cartazes com dizeres: mais amor menos armas; abaixo o Fascismo, assim como aulas com o tema: “Totalitarismo”. Isso aos olhos do STF não é motivo para apreensões. Eu pergunto: se lá estivesse uma faixa com os dizeres: abaixo o socialismo ou PT nunca mais, os reitores permitiriam a permanência? garanto que não. Acorda STF, fiquemos de olho, brasileiros.

Final de campanha. Quero agradecer de coração a todos que lutaram para a eleição do Capitão. Sofremos muito, mas nossa lealdade fez a diferença.  Somos uma família. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos.

Dr. Francisco Mello dos Santos. Advogado Criminalista. OAB-MT 9550. Especialista em Direito Penal e Processual Penal. drfranciscomello@terra.com.br (669)96892292.