Ministério do Trabalho divulga nesta segunda-feira relatório sobre interdições na Cidade do...
Fullbanner1


Adventista

Ministério do Trabalho divulga nesta segunda-feira relatório sobre interdições na Cidade do Samba

Fonte: Extra Globo
SHARE
Cidade do Samba está com os barracões paralisados 20/10/2017 Cidade do Samba. Foto Guito Moreto / Agência O Globo Foto: Guito Moreto / Agência O Globo

Com os barracões paralisados desde a última quinta-feira, as escolas de samba do Grupo Especial vão viver uma espécie de ‘Dia D’ nesta segunda-feira. É quando o Ministério Público do Trabalho irá divulgar o relatório sobre as irregularidades encontradas nos galpões da Cidade do Samba das 13 agremiações. A expectativa é de que após isso as escolas possam fazer adaptações e, assim, voltar a trabalhar nos preparativos para o carnaval 2018.

Os dirigentes afirmam que foram pegos de surpresa com a decisão do MP do Trabalho, mas que estariam dispostos a cumprir as exigências necessárias. A Liesa até então diz não saber quais mudanças teriam que ser feitas. Acredita-se que elas deverão atingir, principalmente, a parte elétrica dos barracões. Em agosto, um escultor de alegorias da escola de samba São Clemente morreu dentro do barracão da escola. Igor Sérgio da Silva de Farias, de 21 anos, não resistiu aos ferimentos depois de levar um choque.

Os técnicos de segurança do trabalho do Ministério do Trabalho fizeram vistorias na semana passada nos galpões da Cidade do Samba. A primeira foi na quarta-feira. Já na tarde de quinta, eles voltaram com as determinações para que todos os barracões interrompessem os trabalhos.

Faixa do CD

Um sorteio envolvendo a Portela e a Mocidade Independente de Padre Miguel, as duas campeãs do carnaval de 2017, na sede da Liesa, no Centro do Rio, na semana passada, definiu como será a ordem nas faixas do CD do Grupo Especial e no teste de som e luz da Marquês de Sapucaí. A Mocidade será a primeira faixa do disco e a Portela ficou com a segunda faixa. Já a capa do CD será dividida entre as duas escolas.

Sobre o teste de som e luz do Sambódromo, no dia 4 de fevereiro, a Mocidade será a primeira escola, a Portela fará o encerramento. Esse será o único dia de ensaios técnicos na Passarela do Samba.

Montreal