Milhares de fiéis celebram o protetor de Cuiabá
Supermoveis

Fullbanner2


Milhares de fiéis celebram o protetor de Cuiabá

Fonte: Assessoria
SHARE

A fé e a devoção a São Benedito, o santo negro protetor de Cuiabá, promete reunir milhares de fiéis neste domingo (02), no entorno do Largo do Rosário, no Centro Histórico da capital mato-grossense. A “279ª Festa de São Benedito” teve início na última quinta-feira e encerra-se neste fim de semana com a expectativa de reunir mais de 50 mil pessoas.

Neste ano, o evento tem como tema “São Benedito proteja os biomas em defesa da vida”, uma alusão à Campanha da Fraternidade lançada em fevereiro passado. Desde a última quinta, missas vêm sendo realizadas durante a madrugada (5 horas) e, à noite, os festejos continuam com shows e apresentações culturais no entorno da igreja, além do jantar, que leva no cardápio a famosa maria-isabel, farofa de banana e tutu de feijão. Esta mesma programação continua neste sábado (01).

Já no domingo, conforme a rainha da festa, Enir Gonçalina da Silva Moreira, que organiza o evento junto com o rei Gabriel Guedes, mais uma celebração religiosa é realizada às 5 horas. Ao meio-dia, os festeiros promovem um almoço também com comidas típicas. O ponto mais alto está marcado para começar a partir das 15 horas, quando aproximadamente 50 mil fieis são esperados para a missa, seguida de procissão.

Conforme Enir Gonçalina, os participantes sairão da igreja e percorrerá um trecho da Avenida Historiador Rubens de Mendonça (até o Hospital Amecor) e retorno ao templo religioso, onde estão previstas ainda apresentações culturais, shows e feira gastronômica.

A comida será servida pelo preço de R$ 10,00 (prato) e R$ 12,00 (marmitex). “Teremos 15 barracas de famílias que participam da festa com comidas regionais, como bobó de galinha, costelinha de porco, peixe e vários outros”, comentou Enir Gonçalina, que desde criança é devota de São Benedito.

É com a mesma devoção que o aposentado Joaquim José Ferreira da Cunha, 62 anos, também participa e ajuda nos preparativos da festa. “Desde 1992 acompanha a bandeira de São Benedito nas visitas que são feitas no comércio e nas residências. São Benedito é um santo que na mesma hora que a gente pede já acontece a graça”, afirma.

Para os católicos, a Festa de São Benedito é considerada a maior celebração religiosa realizada na capital. A celebração reúne pessoas dos mais diversos níveis culturais e econômicos, das mais diversas formações acadêmicas ou experienciais profissionais, raças, idades, de vários municípios mato-grossenses e de outros estados brasileiros.

Oficialmente, a festa surgiu em 1897. Á época, apenas famílias abastadas tinham a oportunidade de participar, isso porque elas mantinham a igreja e, consequentemente, a celebração. Contudo, foram os escravos que deram início às homenagens ao santo com festas e oferendas. Então, desde o ano de 1722, os negros tinham São Benedito como símbolo de luta e fé.

Até hoje não se sabe o motivo das comemorações se darem no mês julho, tendo em vista que o nascimento do santo foi no dia 05 de outubro e sua morte no dia 04 de abril. Outra curiosidade é que a partir do ano de 1922 até 1944, a festa, até então realizada na igreja, passou a ser na residência dos festeiros ou em casarões antigos da Capital.

Já em 1945, com a transformação da igreja de Nossa Senhora do Rosário – onde fica a imagem do santo – em Paróquias do Rosário e de São Benedito, o Largo do Rosário voltou a ser palco dos festejos.

Montreal