Mesmo em queda, Rondonópolis e Sorriso se mantêm entre as 30 maiores...
Supermoveis

Fullbanner2


Mesmo em queda, Rondonópolis e Sorriso se mantêm entre as 30 maiores exportadoras do país

Outros oito municípios de Mato Grosso ficaram entre os 100 maiores do Brasil

Fonte:
SHARE
Foto - Cairo Lustoza

Mesmo com retração de 7,86% e 2,24% nas exportações, respectivamente, os municípios mato-grossenses de Sorriso (27º lugar) e Rondonópolis (29º lugar) se mantiveram entre os 30 maiores exportadores do Brasil. Ao todo o estado emplacou 10 cidades entre as 100 maiores exportadoras do país.

As exportações de Mato Grosso em 2015 somaram US$ 13,070 bilhões das exportações, das quais US$ 1,354 bilhão provenientes de negócios fechados em Sorriso e US$ 1,283 bilhão em Rondonópolis.

Levantamento da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, aponta um recuo de 7,86% nas negociações em Sorriso no ano passado, contra 2014. A queda foi de US$ 1,470 bilhão para US$ 1,354 bilhão, motivada pelo decréscimo de 16,85% na soja em grão e 27,06% das tortas e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja. Em contrapartida, o milho apresentou alta de 19,98% nas vendas para o exterior.

Já Rondonópolis teve 2,24% de recuo nas negociações de US$ 1,312 bilhão para US$ 1,283 bilhão de um ano para o outro. Na principal cidade da região Sul de Mato Grosso, enquanto os embarques de tortas e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja subiram 5,26%, os envios de soja em grão caíram 7,43%, do algodão 36,25% e do milho 2,85%.

Além da retração dos preços das commodities, principalmente da soja, no mercado internacional, como o Agro Olhar destacou recentemente, Mato Grosso viveu em 2015, após consecutivas altas, o mercado chinês diminuir suas compras, mais precisamente do complexo soja.

Entre 61º e 94º

Mato Grosso ainda emplacou outros oito municípios entre os 100 maiores exportadores do Brasil. Nova Mutum ocupou a 61ª colocação com US$ 748,6 milhões, Primavera do Leste a 64ª com US$ 702,1 milhões, Cuiabá a 75ª com US$ 576,9 milhões, Querência a 80ª com US$ 541,4 milhões, Lucas do Rio Verde a 90ª com US$ 481,2 milhões, Diamantino 92ª com US$ 479,1 milhões, Sinop 93ª com US$ 471,9 milhões e Sapezal a 94ª colocação com US$ 471,4 milhões.

Fonte: OD

Montreal