Mesmo com negativa de Pátio, Ubaldo estaria trabalhando por Rondonfolia 2019
Adventista

Fullbanner1


Mesmo com negativa de Pátio, Ubaldo estaria trabalhando por Rondonfolia 2019

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Vice tem tomado a frente de eventos populares e busca viabilizar uma candidatura a prefeito em 2020. Até uma logo e corriqueiras transmissões ao vivo nas redes sociais Ubaldo tem feito em busca de popularidade. Foto - Redes Sociais

O atual vice-prefeito de Rondonópolis, Ubaldo Barros (PP), que foi grande atração na festa de virada de ano no Casario, brincou com todos e até cantou ao público presente, não teria se conformado com o posicionamento oficial do prefeito, Zé Carlos do Pátio (SD), emitido por meio do atual secretário municipal de cultura, Humberto de Campos, nesta semana, de que ‘não haverá carnaval popular na cidade em 2019, o chamado “RondonFolia”, por priorização de orçamento em outros setores essenciais, como a educação’.

Atual líder partidário, Ubaldo, que também é professor e empresário, além de político, estaria se mobilizando nos bastidores para articular, com a ajuda de empresários, a realização a festa dos foliões. Ele tenta construir uma boa imagem junto à sociedade rondonopolitana. A intenção maior é disputar a sucessão da cadeira de chefe do Executivo em 2020, com ou sem o apoio de Pátio, que ainda não cravou se vai ou não à reeleição. Sobre o carnaval, o vice teria se cercado de investidores com intenções de fechar parceria. Bandas baianas e outros custos, inclusive, já teriam sido levantados.

Segundo o apurado pelo NMT, porém, a ideia é construir um projeto que também atenda e dê espaço para os artistas locais, montado sobre um bom trabalho de marketing e garantias financeiras de empresários parceiros para apresentar a Pátio uma parceria público/privada, sem custos de investimentos ao Município. à Prefeitura, caberia só a cedência de um espaço público, que poderia ser o do antigo aeroporto ou até mesmo as dependências do Estádio Municipal Luthero Lopes. A ideia seria a de montar a agenda mais acessível possível financeiramente à população.

Caso a proposta avance, Ubaldo e seus aliados precisam correr, já que toda necessidade burocrática para o que evento ocorra – e não é pouca coisa – precisa ser vencida até, no máximo, a primeira quinzena de fevereiro. O carnaval em 2019 será no dia 5 de março, com as festividades, na verdade, emendando do sábado, dia 2, até a terça-feira seguinte. A reportagem tentou contato diretamente com o vice, mas não obteve retorno até a publicação.