Menor desaparecida foi aliciada por presidiário que conheceu pelo celular
Fullbanner1


Macropel

Menor desaparecida foi aliciada por presidiário que conheceu pelo celular

Fonte: da redação
SHARE
Menores foram encontradas nesta terça-feira (21). Foto: PJC.

Nesta terça-feira (21), duas menores que estavam desaparecidas foram encontradas pela Polícia Civil. As investigações constataram que uma menor de 13 anos, e sua prima de 14 anos, tinham fugido de casa para encontrarem P.H, detendo da Mata Grande e suposto namorado da menina de 13, que trocava mensagens com ela de dentro do presídio.

Segundo a Polícia, a menina estava em um suposto relacionamento virtual com o presidiário, que ofereceu suporte às primas para que pudessem se esconder em residências diferentes e despistar os familiares que não sabiam de nada. O detendo dizia que quando saísse da cadeia, a menina poderia morar com ele. A mãe da moça de 13 afirmou aos policiais que a filha faz uso de remédios controlados em decorrência de um tumor no cérebro, e estava sem eles desde o desaparecimento em 12 de novembro.

De acordo com a equipe de inteligência da PJC, o caso serve de alerta para pais sobre uma prática que tem se tornado cada vez mais comum, o aliciamento de menores via aparelhos celulares que entram na prisão.

As menores foram liberadas e retornaram aos familiares. As investigações continuam para determinar a origem do celular que estava em posse do detento.

Montreal