Medo da desmoralização pode fazer câmara abrir CPI para apurar as graves...


Medo da desmoralização pode fazer câmara abrir CPI para apurar as graves denuncias sobre o carnaval.

Documentos e depoimentos escancaram corrupção no carnaval de Rondonópolis.

2
Fonte: Chico Oliveira
COMPARTILHE
Prefeito Zé do Pátio e seu vice, Ubaldo Tolentino de Barros, acusados de terem licitação para "legalizar" o carnaval.

O presidente da Câmara municipal de Rondonópolis desde que houve as graves denúncias a cerca do não pagamento de quem prestou serviço no Rondonfolia 2017 o presidente do legislativo tentou conduzir o processo buscando uma saída para o impasse.

 

O certo mesmo é que ninguém imaginaria que isso se tornaria em um grande escândalo de proporções ainda imensuráveis. Ouvimos muitos juristas nos últimos dias, e a conversa é uma só. Se a câmara não tomar uma atitude vai ter problemas de credibilidade, porque os fatos são graves e não da pra tampar o sol com a peneira. Esta credibilidade já em boa parte recuperada pelo trabalho dinâmico e transparente do próprio atual presidente, que agora se vê em uma saia justa, porque numa coisa dessas ou você apura com rigor, ou nem entra nisso, já que a população esta acompanhando atentamente.

 

Os fatos se tornaram públicos primeiro através de áudios em aplicativos de bate papo em grupos, posteriormente alguns veículos fizeram matérias e não sabemos o que vão fazer com esse “bode” no meio da sala que incomoda a todos da administração, o que é certo é que uma Comissão parlamentar de inquérito deverá ser montada para apurar os fatos, já que todos que ouviram os depoimentos ficaram estarrecidos com o que foi denunciado. Ou a câmara toma atitude ou o MP vai agir e desmoralizar a casa de leis, vamos acompanhar e torcer para que todas as testemunhas estejam mentindo, já que tudo isso implode a gestão do prefeito Zé do Pátio.