Medeiros quer explicações de ministro da Justiça
Fullbanner1


Macropel

Medeiros quer explicações de ministro da Justiça

Fonte: assessoria
SHARE
Foto: Internet

O senador José Medeiros (Pode-MT) apresentou requerimento de convocação do ministro da Justiça Torquato Jardim para prestar esclarecimentos à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) sobre as declarações de que comandantes da Polícia Militar do Rio de Janeiro seriam associados ao crime organizado e ao narcotráfico e subordinados a parlamentares federais.

“A presença do ministro no Senado Federal dará a oportunidade de que toda a sociedade seja esclarecida quanto às medidas que foram e devem ser adotadas em todas as esferas de governo para reverter a grave crise de segurança pública, visto que não podemos nos conformar com a hipótese de aguardar, inertes, a sucessão de governos em 2019”, afirmou.

 

No requerimento, Medeiros lembra a grave crise na segurança pública que toma conta do país. “Diariamente, são noticiadas e transmitidas cenas de barbárie por todo país e, especialmente, no Rio de Janeiro, onde criminosos ostentam armamento de guerra em plena luz do dia. Recentemente, em bairro da zona norte do Rio de Janeiro, o coronel Luiz Gustavo Teixeira foi assassinado, no início da tarde, com um tiro de fuzil no peito, após a viatura descaracterizada, na qual circulava, ter sido alvejada por diversas vezes”.

Grampos ilegais – O senador destacou ainda que, recentemente, em Mato Grosso, foi “descortinado” o uso de grampos ilegais. “Não menos grave, para investigar e espionar políticos, advogados, jornalistas, com envolvimento de policiais militares das mais variadas patentes e que apontam parte do governo do estado como mandante do esquema. Outros tantos exemplos poderiam ser citados sobre graves fatos relacionados ao emprego criminoso das forças policiais em vários estados”, destacou.

 

Montreal