Medeiros prepara evento com Álvaro Dias, Malta e demais lideranças para apresentar...
Fullbanner1



Medeiros prepara evento com Álvaro Dias, Malta e demais lideranças para apresentar PODEMOS ao MT

Fonte: Da Redação
SHARE
Montagem NMT - Fotos: Agência Senado

O senador José Medeiros (PODE/MT) apresenta, oficialmente, sua “nova casa” partidária ao Mato Grosso, na próxima quinta-feira (5), na sede da Acrimat, em Cuiabá. Com a presença dos renomados senadores Magno Malta (PR/ES), um dos mais populares do Congresso Nacional e cotado até para ser candidato a vice-presidente, em 2018, e Álvaro Dias (PODE/RJ), já pré-candidato a presidente, Medeiros quer dar o pontapé inicial de um trabalho que pretende desenvolver na atração de lideranças dentro do cenário mato-grossense ao novo PODEMOS, partido derivado do antigo PTN – Partido Trabalhista Nacional.

Medeiros também tem desenhado um projeto de reeleição, tanto é que desistiu de seguir no PSD por avaliar que tal porta não lhe seria aberta. Agora, líder partidário, o jovem senador pretende ter êxito na segunda eleição que deve disputar de maneira direta. Em 2006, ainda pelo PPS, o então inspetor da Polícia Rodoviária Federal – PRF, cargo que ocupou por 22 anos, tentou o cargo de deputado federal e mesmo com nenhuma estrutura financeira ou de apoio político que se destacasse conseguiu 8.175 votos, o que bastou para evidencia-lo como um potencial novo nome que surgia e que quatro anos mais tarde viria a ser apontado pelas próprias lideranças a sua volta como o primeiro suplente da chapa que tinha o famoso procurador da República, Pedro Taques, como titular da busca ao Senado Federal.

O evento desta semana ainda irá contar com a presença da deputada federal, Renata Abreu, líder nacional do Podemos, e há a possibilidade de que outros ilustres do grande público, como o ex-jogador de futebol, Marcelinho Carioca, também filiado na nova sigla, venham a Mato Grosso. O também senador, Romário Faria (PODE/RJ), não virá em virtude de compromissos particulares já anteriormente marcados. Quanto a Álvaro Dias, a expectativa é que o veterano já comece a amadurecer, cada dia mais, o discurso de presidenciável. Ponderado em conduta, ex-governador do Paraná, e já com décadas de currículo na político, o ex-tucano deve ser uma das opções a surgir para o eleitor que queira fugir da polarização e do debate quase odioso que está sendo criado entre apoiadores dos também pré-candidatos Jair Bolsonaro (Patriotas/RJ) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ou mesmo do também ora desequilibrado, Ciro Gomes (PDT).

Quanto a aliança política, o Podemos ainda não oficializou com exatidão se é situacionista ou vai partir para a oposição, porém o mais do que provável é que se aumente o tom contra o governo de Michel Temer (PMDB), até pelo projeto pessoal de Álvaro Dias que certamente não quer se contaminar do desgaste do peemedebista, que não tem temido a rejeição popular para propor mudanças drásticas no comando nacional. Em se falando de Mato Grosso, Medeiros também não se posicionou claramente, mas é notório desde a época do PSD que o senador não compactua com a condução política que Taques assumiu em seu governo, além disso o tucano tem outros nomes de sua preferência, dentro do seu próprio partido, para compor a chapa buscando o Senado Federal. Isso, caso ele realmente lidere um novo projeto em 2018 .

Ao que tudo indica, Medeiros e Álvaro devem em ir busca do protagonismo sem muito medo de ser feliz. Em Cuiabá, nesta semana, começarão a mostrar como pretendem fazer isso e a escolha da capital para o evento do partido não foi à toa. Os planos do Podemos para o estado são audaciosos e serão postos em prática já aproveitando a vinda do presidenciável, que deve se reunir, ao lado de Medeiros, com o ex-prefeito da maior cidade do estado, Mauro Mendes, e o ex-senador, Antero Paes de Barros. A intenção é trazer os dois para o partido, mas não só eles. A intenção é ganhar a queda de  braço com outras siglas e receber os descontentes do PSB, como os deputados federais, Adílton Sachetti e Fábio Garcia.

Montreal