Medeiros poderá ser presidente da CPI para investigar juros do cartão de...
Fullbanner1



Medeiros poderá ser presidente da CPI para investigar juros do cartão de crédito

Fonte: Assessoria
SHARE
Foto: Reprodução.

O senador José Medeiros (Pode-MT) poderá ser presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende investigar os juros cobrados pelas empresas operadoras de cartão de crédito. O requerimento de criação da CPI já foi protocolado no Senado Federal e a iniciativa é encabeçada pelos senadores Medeiros e Ataídes Oliveira (PSDB-TO), que deverá ficar com a relatoria da comissão.

“São juros exorbitantes e abusivos que faz com a população fique endividada. E, nesse sentido, a economia do país fica travada e, o que é pior, fazendo com que um grupo seleto surfe nessa onda. É desleal, é criminoso. Vamos investigar à fundo aquilo que pode ser considerado uma prática de oligopólio de crédito”, destacou Medeiros.

Segundos os senadores proponentes da CPI, a taxa média de juros para pessoa física na modalidade cartão de crédito atingiu a cifra de 334,6% ao ano em dezembro de 2017. Conforme dados do Banco Central, em média, os juros para quem paga o valor mínimo da fatura do cartão passaram de 218,3% para 233,8% no último mês do ano passado.

Agiotagem – O senador Ataídes Oliveira fez um comparativo com as taxas cobradas em outros países, todas muito inferiores às do Brasil. Na Argentina, no Chile e na Colômbia, os juros do rotativo dos cartões de crédito não chegam a 50% ao ano. “Trata-se de um caso espantoso em que o sistema financeiro doméstico faz o papel de agiotagem”, afirmou.