Medeiros não fica no PPS e poderá enfrentar Percival em 2016
Supermoveis


Macropel

Medeiros não fica no PPS e poderá enfrentar Percival em 2016

Fonte:
SHARE

Chico Oliveira

O PPS está acabando, e essa é uma afirmação do Roberto Freire, presidente nacional do partido. No estado existem duas famílias que controlam o PPS como uma verdadeira oligarquia no estado, a Muniz do prefeito de Rondonópolis Percival Muniz e a Máximo do professor cuiabano Antônio Carlos Máximo.

 

Prefeito Percival em rota de colisão com seu próprio grupo.
Prefeito Percival em rota de colisão com seu próprio grupo.

Segundo informações o senador José Medeiros não aguenta mais viver politicamente com Percival Muniz, e isso não é de agora, há quem diga que a falta de humildade e descontrole político do prefeito azedou a relação. Por outro lado Medeiros mesmo quando era apenas presidente do PPS em Rondonópolis nunca esteve próximo da administração municipal sabe-se que Medeiros nunca aceitou a forma que Percival decidiu “tocar” a prefeitura, e o rompimento ético e moral se dá em um momento crucial, onde Medeiros deixa claro que não apoia as atitudes da administração.

 

Medeiros não assume e nem assumirá publicamente que irá para o PL se o partido nascer, mas como dois de seus assessores mais próximos Audimar Rocha, Carlos Naves e José Roberto Feltrim que inclusive é irmão do secretário de receita Valdecir Feltrim já desfiliaram do PPS e estão colhendo assinaturas para a criação da nova sigla fica claro que não existe qualquer clima para Medeiros ficar no PPS.

 

 

PPS no Mato Grosso

 

O partido esfacelado no estado com poucos vereadores e filiados já deram o sinal que ficaram com José Medeiros já que mesmo quando era apenas militante sem mandato acolhia e manteve sempre o diálogo com seus correligionários, e principalmente nunca adotou o tom de perseguidor, deste modo o PPS poderá existir apenas em Rondonópolis, isso se até mesmo Percival ficar, já que sua família fala em uma ida para o PMDB desde o início do mandato de prefeito.

 

 

Prefeitura

 

 

 

Deputado Federal Adilton Sachetti (PSB) trabalhará duro para eleger um novo prefeito em Rondonópolis.
Deputado Federal Adilton Sachetti (PSB) trabalhará duro para eleger um novo prefeito em Rondonópolis.

Medeiros se destaca no senado por suas posições e projetos, em ascensão virou uma das alternativas do grupo liderado por Adilton Sachetti (PSB) para enfrentar o prefeito Percival Muniz nas eleições municipais do ano que vem. O senador ainda não admite disputar mas nos bastidores a chapa esta quente e Percival segundo informações está se doendo porque perde um senador para o desafeto Adilton Sachetti.

Montreal