Medeiros cobra medidas mais duras no combate à violência
Supermoveis



Medeiros cobra medidas mais duras no combate à violência

Fonte: Da redação
SHARE
Foto: Internet

Durante pronunciamento, ocorrido nesta quinta-feira (15.02), o senador José Medeiros (Pode-MT) defendeu medidas mais duras no combate à violência e em favor da segurança pública. Ele lamentou um caso de homicídio ocorrido em Cuiabá, capital de Mato Grosso, durante o Carnaval e afirmou que os crimes violentos proliferam no país inteiro. Para Medeiros, a sociedade não pode aceitar que os bandidos atuem num “Estado dentro do Estado”.

A polícia, segundo disse, está “acovardada” e de “mãos atadas” por medo de ser acusada de violenta. “Precisamos sair e ir para o trabalho, ir para a escola, ir para um hospital, e saber que não vamos morrer lá. E, para isso, nós precisamos de uma polícia treinada, de uma polícia com instrumentos para isso”, declarou, pedindo ainda prioridade para votação de projetos relacionados à segurança pública.

O senador pediu também mais liberdade para a atuação da polícia. “Ninguém está defendendo que os nossos policiais sejam carniceiros, não. Eu trabalhei 23 anos na polícia e nunca precisei sair matando ninguém para cumprir a lei”, declarou.

Eleições – Medeiros também manifestou preocupação com as eleições deste ano. Para ele, é necessário alertar o povo brasileiro para que possa fazer uma escolha fora do discurso do ideológico. Ele criticou o discurso dos partidos de oposição, que pregam a tese de um complô contra suas lideranças, e contestou os protestos contra Michel Temer, ao lembrar que o atual presidente foi eleito na chapa de Dilma Rousseff, afastada em 2016.